Flamengo e Independiente duelaram pela primeira vez para saber quem vai ser o campeão da Copa Sul-Americana, e os argentinos venceram, em casa, por 2 a 1, nesta quarta-feira (6). Embora tenha sido um resultado negativo, o técnico Reinaldo Rueda não jogou a toalha e ainda confia no título, no Maracanã, na próxima semana. 


Quer ficar por dentro de resultados ao vivo, ver calendários de jogos, tabelas de classificação e ainda receber todas as notícias do seu time de coração? Então, clique neste link com seu celular e baixe GRÁTIS o app do Esporte Interativo!


"Agora precisamos sair para o jogo. Com agressividade ofensiva, mas tem que ter precauções, porque eles têm um bom contra-ataque. Vai ser um jogo muito parecido com o de hoje (quarta-feira). Seguramente que o Maracanã tem algo especial. Temos que ter ordem, inteligência e agressividade ofensiva para virar o placar".


Confira abaixo outros trechos da coletiva do técnico Reinaldo Rueda:


Porque a entrada de Everton no lugar de Paquetá?


"O jogo estava muito tenso, teria que trabalhar o jogo, mas não perder a ordem. Pensei com Trauco e Everton nessa posição, depois quando entrou Vinicius. Era buscar mais potência no ataque. Everton vem de lesão de muito tempo parado, por isso tinha que jogar em sua posição"​.


Aliviado por essa semana de descanso?


"Temos dias para nos recuperarmos, não conseguimos o resultado que queremos. Fizemos um grande jogo, mas faltou realizar situações que tivemos, umas ou duas. Um jogo que nos exigiu bastante. Independiente foi mais preciso que nós".


O que faltou para o Flamengo sair com a vitória?


"Independiente é muito coletivo e com muito desequilíbrio. Penso que fomos muito passivos na marcação, evitando faltas perto da área. Mas isso talvez permitiu a opção de desequilíbrio. Queríamos fazer o segundo gol e acabamos propiciando o contra-ataque".


O Flamengo está sentindo a ausência de Guerrero?


Vocês sabem que temos duas ausências grandíssimas: Diego Alves e Guerrero, um goleador. Tivemos essas baixas sensíveis, e naturalmente se sente, ainda mais por sua experiência. Paolo tem sua cota de gol, incomoda os rivais a capacidade de segurar a bola, dar respiro aos volantes. Creio que é determinante a falta dele".


d

Clique aqui com seu celular e baixe GRÁTIS o app do Esporte Interativo!