​O ex-técnico da categoria sub-15 do Santos, Gustavo Roma, não gostou nem um pouco de sua demissão. Em entrevista divulgada pelo site ​Diário do Peixe, o profissional - sobrinho do ex-presidente do Peixe, Modesto Roma Júnior - disparou contra a diretoria e afirmou que sua saída pode ter sido por motivos políticos.


O ESPORTE INTERATIVO E O PSG LEVAM VOCÊ E MAIS UM ACOMPANHANTE PARA O JOGÃO ENTRE PSG X REAL MADRID, EM PARIS, E AINDA TE COLOCAM DENTRO DO CLUBE! CADASTRE-SE AGORA E CONCORRA CLICANDO AQUI!


"Pode ter sido. Não faço parte de esquemas. Comigo jogam os melhores. Justiça e dignidade incomodam. (...) Eu só queria entender como um técnico que é campeão invicto e dá esse show que foi a final ganhando de 4 a 0 do nosso maior rival com gol de bicicleta, pode ser dispensado assim. Bati o recorde nessa categoria. Foi a melhor campanha de todos os tempos. Campeão invicto com o melhor ataque e o artilheiro da competição", disse o profissional.


Gustavo Roma treinou o sub-15 do Santos entre 2015 e 2017 e levou a equipe a duas finais e um título invicto. Uma curiosidade sobre o profissional é que sua primeira derrota treinando a base do Peixe aconteceu somente mais de um ano depois de sua chegada na equipe.


ddD

INSCREVA-SE AGORA NA PROMOÇÃO QUE TE LEVA PARA VER PSG X REAL MADRID EM PARIS. CLIQUE AQUI!