Melhor Futebol do Mundo Notícias

Convidados inconvenientes? Japão e Catar, que participam da Copa América, farão a final da Copa da Ásia

por Raphael Aleixo

Se alguém achava que os times asiáticos convidados pra Copa América iriam ser meros coadjuvantes durante o torneio, é melhor repensar.

O Japão, que eliminou o Irã – até então treinado pelo português Carlos Queiroz, que pediu demissão após a eliminação – e o Catar, responsável por eliminar os anfitriões dos Emirados Árabes Unidos, se credenciaram como as duas maiores forças do continente e disputarão uma final inédita da Copa da Ásia.

Para o Japão, maior vencedor da competição com 4 títulos, significa a recuperação depois de uma fraca campanha na Copa da Ásia em 2015, quando foi eliminado nas oitavas de final. A seleção japonesa manteve somente 9 jogadores que disputaram a Copa da Rússia no ano passado – que nas oitavas fez 2 a 0 na Bélgica, mas não conseguiu segurar o resultado.

Já para o Catar, sede da próxima Copa do Mundo, a classificação para a final representa que o ciclo de preparação para o próximo mundial começa com a melhor campanha da sua história na competição asiática – e contando com apenas um jogador naturalizado, diferentemente da estratégia usada em outros esportes.

Em junho, as duas seleções disputarão a Copa América no Brasil: a seleção japonesa está no grupo C, ao lado de Uruguai, Equador e Chile, enquanto os cataris estão no grupo B com Argentina, Colômbia e Paraguai.

Japão e Catar decidem o título e a vaga para a Copa das Confederações de 2021 (que será disputada em junho fora do Catar, por conta do calor) na próxima sexta ao meio-dia.