Futebol Brasileiro Notícias Slider

São Paulo perde na estreia da Libertadores e situação de Jardine se complica

por Allan Centurione

Fora da Libertadores desde 2016, quando foi eliminado nas semifinais pelo Atlético Nacional, da Colômbia, o São Paulo reestreou na competição ontem (6) com derrota para o argentino Talleres por 2 a 0, no estádio Mario Kempes (Córdoba).

O time do Morumbi mostrou superioridade no início da partida, com investidas de Hudson, Bruno Alves e Pablo, mas fez um segundo tempo apático. Sem muitas chances criadas nos últimos quarenta e cinco minutos de jogo, o tricolor paulista acabou abrindo espaço para o ataque do Talleres e viu os dois gols acontecerem: aos 12 minutos, por Ramírez, e aos 41, por Pochettino.

“A gente criou bastante chance, poderia ter feito algum gol, faltou pouco”, afirmou Hernanes, uma das principais estrelas do elenco são-paulino. “Com a ajuda do torcedor, vamos conseguir fazer os gols que precisamos, vamos impor isso jogando em casa”, completou o meio campista, referindo-se ao jogo de volta.

Em risco

A derrota complica a situação do técnico André Jardine. Efetivado na reta final do último Brasileirão, depois da demissão de Diego Aguirre, o ex-auxiliar tem nas costas o peso de treinar um dos clubes brasileiros com maior número de participações e vitórias na Copa Libertadores.

Pressionado pela torcida, o diretor de futebol e ídolo do clube Raí defendeu o técnico, mas, nos bastidores, a informação é de que Jardine tem sido duramente criticado. O desempenho do time, reforçado por sete contratações, está abaixo do esperado pela diretoria para a temporada. Apesar da performance no campeonato paulista, a cobrança por um título relevante tem se mostrado cada vez mais forte: a última taça levantada pelo São Paulo foi a da Sul-Americana, em 2012.

Com esse resultado, Jardine precisará garantir uma vitória por pelo menos três gols de diferença no jogo de volta para se manter na Libertadores e acalmar os ânimos de dirigentes e torcedores. A partida acontece na próxima quarta-feira (13), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi. Em caso de derrota, o São Paulo fica de fora da terceira fase e, numa vitória por apenas dois gols de diferença, a disputa vai para os pênaltis. O time ainda enfrentará a Ponte Preta no sábado, dia 9, pelo Campeonato Paulista.