Blogs

11/5/1970 - Rogério admitia que não conseguiria jogar a Copa

Toda a sanha que Lídio de Toledo tinha para cortar outros nomes era mais precavida com o ponta-direita do Botafogo. Mas era muito provável que a Seleção perdesse mais um jogador por lesão.

Por Mauro Beting

Zagallo passeia por Guanajuato, onde a Seleção se aclimatava à altitude

Zagallo passeia por Guanajuato, onde a Seleção se aclimatava à altitude

Depois de uma hora e 35 minutos no horrível campo de treinamento em Guanajuato, Rogério foi chutar uma bola e sentiu uma fisgada no músculo posterior da coxa direita que o incomodava desde janeiro. Desanimado, comentou com alguns jornalistas que não deveria jogar mesmo a Copa.

Fontana seguiu de fora, poupado pelas fortes no joelho. Everaldo torceu o tornozelo em um dos muitos buracos do gramado. Ado levou bolada de Rivellino no rosto e teve que sair antes. Dario também foi poupado.

No Brasil, em O GLOBO, João Saldanha reclamava de quem reclamava da escolha de Guanajuato para a adaptação à altitude. Ele disse que não havia sido possível ficar na Cidade do México, Toluca ou Puebla por razões de sorteio de grupos. E cornetava mais ainda quem dizia que a cidade era feia e tediosa. "Ela é a nossa Ouro Preto. Quem não gosta são aqueles caras que passam na frente do Coliseu e dizem 'que coisa estrada. A prefeitura não poderia reformar essa bagunça aí'"?

Se os jornalistas acharam "chata" a cidade, "vão pra Acapulco. Mas não é assim que se ganha uma Copa"

Saldanha também culpou a comissão técnica (Antonio do Passo) por não ter supervisionado as obras para a recuperação do gramado de Guanajuato, que eram ruins quando visitadas pela CBD meses antes, e pareciam ter piorado desde então.

Comentários