Blogs

15/5/1970 - Tostão vai mesmo para a Copa

Problema nos olhos parecia ser mais psicológico que real para o aproveitamento do craque celeste que tinha descolado a retina em setembro de 1969

Por Mauro Beting

15/5/1970 - Tostão vai mesmo para a Copa

15/5/1970 - Tostão vai mesmo para a Copa

O que era dúvida virou certeza. Mesmo sem ser ainda observado pelo doutor Abdala que operara o seu olho esquerdo, Tostão treinou bem, cabeceou nos exercícios táticos em Guanajuato, e praticamente descartou a possiblidade de corte que ele mesmo aventara.

Apenas Roberto, substituto imediato de Tostão, não treinou naquela sexta-feira. Dores no tornozelo.

Preocupação para a comissão técnica apenas os erros de Félix e Ado, principalmente nos cruzamentos. Leão chegaria apenas na segunda-feira ao México. Mas ainda com status de terceiro goleiro. Ele estava treinando no Rio na Escola do Exército e mantinha a ótima forma.

Ele embarcaria do Galeão 9h30 da manhã. Na mala traria as duas camisas de número 22 que não tinham para terceiro goleiro. Mais formulários da relação dos 40 atletas enviados para a Fifa, e a lista definitiva com a numeração dos 22.

Em O GLOBO, Saldanha acreditava que o Brasil não é "o" favorito para a conquista da Copa, como apostam os bookmakers ingleses. Mas "um dos favoritos", junto com Inglaterra, Itália e Alemanha.

Comentários