Blogs

22/5/1970 - Alemanha visita o Brasil no México

Futuros campeões em 1970 e 1974, técnicos e elencos se encontram antes da Copa que começaria em 3 de junho.

Por Mauro Beting

Beckenbauer se lesionou e jogou mesmo assim a prorrogação da semifinal perdida para a Itália

Beckenbauer se lesionou e jogou mesmo assim a prorrogação da semifinal perdida para a Itália

Brasil fazia treino tático em Guanajuato quando parou um ônibus que imaginavam que fosse de turistas. Quando começaram a descer de agasalhos atletas da Alemanha. Reconhecidos quando viram Beckenbauer, Overath e Gerd Muller. O chefe da delegação Jerônimo Bastos mandou o policiamento impedir a entrada dos atletas no gramado.

Não conseguiu. Zagallo então parou o treinamento tático, deixando apenas os goleiros Ado e Leão treinando com Admildo Chirol. O treinador Helmut Schoen, que seria campeão do mundo em 1974, foi conversar com Carlos Alberto Parreira, que ele já conhecia, e sabia falar inglês.

O auxiliar de preparação física (que seria técnico campeão mundial pelo Brasil em 1994) levou o treinador alemão para conhecer Zagallo. Conversaram animadamente. O treinador brasileiro nada perguntou a Schoen e, de fato, não gostou muito da visita inesperada. Mas respondeu a tudo que perguntou o técnico alemão. Disse que Tostão jogaria a Copa sem problemas. E que Gérson era o único problema, então, para ele, pela lesão na coxa direita. Schoen disse que era um "senhor problema" não ter Gérson.

Para o último amistoso contra o Irapuato, Piazza e Marco Antonio começariam entre os titulares. Mas Fontana entraria na zaga depois para ganhar turno. E Everaldo seria realmente testado.

Comentários