Vini Jr e Rodrygo marcam e Real vai ganhando! Club Brugge 1 x 2 Real Madrid! 
Blogs

A paixão pela paixão

O dia 20 de novembro de 2019 ficará marcado na história do Flamengo. E trará frutos ao clube por muito tempo. O texto destaca a festa pela festa e o que ela representou: o encontro genuíno e verdadeiro do torcedor com seu time

Avatar del

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Torcida do Flamengo se despede do elenco antes da viagem para Lima, no Peru I Foto: Allan Carvalho/AGIF

Torcida do Flamengo se despede do elenco antes da viagem para Lima, no Peru I Foto: Allan Carvalho/AGIF

O dia 20 de novembro de 2019 ficará marcado na história do Flamengo. E trará frutos ao clube por muito tempo. A mobilização feito pelo torcedor no momento em que o time rubro-negro se despedia das instalações do clube para viajar para a final da Libertadores, em Lima, foi histórica. Para o Flamengo. Aqui não tenho a intenção de ranquear o tamanho da festa.

Se foi mais ou menos do que outros clubes que decidiram a competição. Se levou mais gente às ruas. Se tinha mais gente cantando ou gritando. Se tinha mais ou menos paixão que outros. O texto está destacando a festa pela festa e o que ela representou: o encontro genuíno e verdadeiro do torcedor com o seu time.

As imagens que rodaram o mundo, dos torcedores lotando a saída do centro de treinamento, acompanhando o ônibus pelas ruas do Rio de Janeiro, marchando por pontes rumo ao Aeroporto Tom Jobim, tomando conta da entrada do terminal de cargas vão ficar no imaginário e na recordação do torcedor rubro-negro para sempre.

É a cristalização de que o amor e a dedicação pelo clube é concreta e não abstrata. E vão contribuir para formar uma nova geração de torcedores. Um gigantesco número de crianças que viram o que foi essa quarta-feira no Rio e teve os olhos brilhando para dividir essa alegria.

Milhares de flamenguistas tomaram as ruas no entorno do Ninho do Urubu e nos acessos ao Galeão I Foto: Gilvan de Souza

Os idiotas da objetividade, como certa vez disse Nelson Rodrigues, dirão que essa festa só valerá de verdade se o time que foi “carregado nos braços” pelo torcedor voltar do Peru com a Taça Libertadores, batendo o forte River Plate. Não poderiam estar mais errados. O simbolismo e o sentimento do que foi visto e vivido, por quem estava nos locais ou à distância, não será perdido caso o título não chegue. Não quero ser eu a te dizer isso, mas se você torce para o seu clube porque ele é campeão, você está torcendo errado...

Logicamente, a torcida do Flamengo não foi a primeira e nem será a última a fazer uma festa dessa em um momento equivalente. Outras já fizeram mobilizações assim, também impactantes. Outras farão no futuro. Não estou buscando medir paixão. Medir paixão sempre é muito complicado. Esse dia não foi para uma disputa de quem tem mais paixão.

A quarta-feira, 20 de novembro de 2019, foi o dia do encontro da torcida com o Flamengo sem querer nada em troca. O Flamengo pelo Flamengo. A paixão pela paixão. Como a relação de qualquer torcedor com o seu clube sempre deveria ser. Como o Flamengo precisava que fosse sempre.

Comentários