Blogs

Agora vai, Pogba?

Pogba voltou aos gramados após quase cem dias machucado (sem contar o período da quarentena) e mudou a cara do United contra o Tottenham, dando esperança ao torcedor do United

Jogada individual de Pogba gerou o pênalti para o United(Getty Images)

Jogada individual de Pogba gerou o pênalti para o United | Getty Images

Tottenham e Manchester United voltaram ao Campeonato Inglês pós-paralisação por causa da pandemia de Coronavírus na tarde desta sexta-feira, em uma partida que terminou empatada em 1 a 1, em Londres. O resultado mexeu pouco com a posição dos dois times na tabela (ambos brigam por uma vaga na próxima Champions League). O grande destaque do jogo foi o retorno do meia francês Pogba, após uma operação no tornozelo, que o deixou quase cem dias afastados do campo (além do período da quarentena).

Pogba entrou aos 18 minutos do segundo tempo no lugar do brasileiro Fred e mudou a cara do United. Foi o dono do meio-campo do United, nas duas fases do jogo, ajudando McTominay na marcação e contribuindo com Bruno Fernandes na criação por dentro. Fez saída de bola, inverteu jogada, deu carrinho, interceptou jogadas, finalizou da entrada da área, fez um lançamento primoroso do grande círculo que deixou Rashford livre para marcar na entrada da área (o atacante não matou bem e perdeu na sequência) e sofreu o pênalti do gol de empate.

A jogada que gerou o pênalti é um exemplo de como Pogba foi intenso no jogo: trabalhando na ponta direita, após a progressão do time do United, que àquela altura já era melhor na partida, chamou Eric Dier para dançar, cortou para dentro com o pé direito e, na sequência do movimento, levou para o fundo com o pé esquerdo, deixando o marcador para trás, sem deixar a bola sair pela linha de fundo. Já dentro da área, Pogba acabou levando a carga por trás e sofreu a penalidade. Uma linda jogada.

A volta de Pogba e a associação dele com Bruno Fernandes, autor do gol de pênalti que empatou o jogo, é a grande esperança do torcedor do Manchester United em ter um fim de temporada alegra, de preferência garantindo uma vaga na Champios League, seja via Campeonato Inglês (é o quinto lugar, com 46 pontos, e o Chelsea é o quarto, com 48 e um jogo a menos) ou com o título da Europa League. Mas para isso Pogba precisa mostrar o espírito que vimos hoje, contra o Tottenham. De quem “está querendo”, de quem de fato está comprometido em fazer o United voltar a ter as vitórias que teve na primeira metade desta década. Pogba precisa produzir de acordo com a extrema técnica que tem, que justificou o United o transformar no (então) jogador mais caro do mundo em 2016.

Não resta dúvida para mim que Pogba tem qualidade para ser um dos melhores jogadores do mundo na atualidade. Mas nos últimos anos ele tem mais causado problemas, gerado incômodo no ambiente, do que contribuído em campo, no período em que não esteve machucado. Se ele vai continuar no United na próxima temporada ou não, é algo para ser discutido na próxima janela (até porque o empresário dele é um dos causadores dessa "instabilidade" fora dos campos). Agora, o que o United precisa é desse jogador top mundial produzindo e liderando o time.

Comentários