Blogs

Cássio ontem, hoje, e para sempre Corinthians

Cássio escreveu mais uma grande página no sufoco do 1 x 1 em Mirassol. Pena que esta não estará no livro que vai ser lançado no Pacaembu, nesta segunda, 20h

Por Mauro Beting

Não fosse Cássio na segunda etapa com pelo menos três grandes defesas, o Mirassol teria virado para cima do Corinthians que não foi sombra da ótima estreia em Itaquera.
Normal. Segundo jogo se oscila mesmo fisicamente. É começo de conversa. Partida fora de casa. Time mantido corretamente para dar liga.
Mas foi bem menos do que se esperava depois de belo gol de Ramiro. Mais um lance bem trabalhado e executado pelo time de Tiago.
Mas depois pouco se viu. Quase todas as bolas aéreas nas cabeças do Mirassol. Até o empate do inesgotável Camilo, de cabeça, em sua reestreia.
Só não teve derrota corintiana porque Cássio fez mais uma das dele em tantas páginas gloriosas. Pena que essa noite de véspera no interior não estará nas páginas do livro que nesta segunda, 20h, terá noite de autógrafos no Museu do Futebol, no Pacaembu.
Celso Unzelte e Cássio autografam o livro editado pela Universo dos Livros. A trajetória monstro de quem começou a virar todo esse goleiro e idolo alvinegro ali mesmo no Pacaembu.
É hoje. E Cássio já é pra sempre.

Comentários