Blogs

De novo, Neymar fica sem sequência na hora do ‘vamos ver’

Pela terceira vez desde que chegou ao PSG, em todas sem ser sua culpa, Neymar perde o ritmo no momento-chave da temporada

Paris Saint Germain's Neymar celebrates after the Champions League round of 16 second leg soccer match between PSG and Borussia Dortmund, Wednesday March 11, 2020 in Paris. The match is being played in an empty stadium because of the coronavirus outbreak. (UEFA via AP)-AP PROVIDES ACCESS TO THIS THIRD PARTY PHOTO SOLELY TO ILLUSTRATE NEWS REPORTING OR COMMENTARY ON FACTS DEPICTED IN IMAGE; MUST BE USED WITHIN 14 DAYS FROM TRANSMISSION; NO ARCHIVING; NO LICENSING; MANDATORY CREDIT(Uefa, UEFA)

Paris Saint Germain's Neymar celebrates after the Champions League round of 16 second leg soccer match between PSG and Borussia Dortmund, Wednesday March 11, 2020 in Paris. The match is being played in an empty stadium because of the coronavirus outbreak. (UEFA via AP)-AP PROVIDES ACCESS TO THIS THIRD PARTY PHOTO SOLELY TO ILLUSTRATE NEWS REPORTING OR COMMENTARY ON FACTS DEPICTED IN IMAGE; MUST BE USED WITHIN 14 DAYS FROM TRANSMISSION; NO ARCHIVING; NO LICENSING; MANDATORY CREDIT | Uefa, UEFA

A ida de Neymar para o PSG foi cercada de uma gigantesca expectativa. A possibilidade do brasileiro sair da sombra de Lionel Messi no Barcelona e liderar o bilionário projeto do time francês em busca da sonhada Champions League seria o selo definitivo de que ele estava mais perto do argentino e de Cristiano Ronaldo do que dos “outros”. Já estamos na terceira temporada dele na capital francesa e pela terceira vez vemos Neymar perder a sequência no momento-chave da temporada.

É importante frisar que nenhuma das vezes foi por culpa de Neymar! Nas duas primeiras temporadas, duas fraturas casuais do quinto metatarso tiraram o brasileiro da hora do “vamos ver” na Champions. Sem seu principal jogador, o PSG foi eliminado por Real Madrid e Manchester United, respectivamente, esta última de forma vexatória, em casa, após abrir 2 a 0 na ida, com o time inglês tendo dez desfalques. E agora, quando está livre das lesões, o futebol e o mundo pararam por conta da pandemia do novo coronavírus.

Um dos últimos jogos realizados na Europa antes da paralisação foi justamente a vitória do PSG por 2 a 0 sobre o Borussia Dortmund, triunfo que classificou a equipe de Paris para as quartas-de-final da Champions League. Neymar teve uma atuação muito boa, fazendo o primeiro gol e começando de forma decisiva a jogada do segundo. Além de ter tido uma postura de principal jogador do time, chamando o jogo a todo instante, dando carrinho, brigando demais pela classificação. Um desempenho para comprovar que, mesmo com os atritos com o clube e com a torcida no início da temporada, Neymar tem condição de cumprir o que se espera dele. Mas lá se vão 27 dias sem que Neymar tenha voltado aos campos para um jogo profissional...

Agora a realidade é o isolamento social, a busca pela segurança em primeiro lugar. Por mais que Neymar tenha condição econômica para seguir treinando e mantendo a forma física, não é a mesma coisa. O momento de Neymar e a equipe era de quem estava crescendo, mesmo diante de todas as turbulências pelas quais o time passou. Ele (e todo o PSG) perderam a sequência que possuíam. E pode ser uma perda considerável.

Como Neymar vai voltar quando for possível jogar futebol de novo? Ninguém sabe. A volta da segunda lesão impactou o desempenho dele na Copa do Mundo (e havia mais tempo para recuperar o ritmo). A paralisação não é uma lesão e pressupõe que o brasileiro não sinta tanto. Mas essa quebra de ritmo em um momento em que Neymar parecia mais em paz consigo e com o seu futebol é mais um obstáculo que o atacante vai precisar superar.

Comentários