Blogs

Diretoria do Fla não analisa um substituto para Jorge Jesus

Clube segue confiando que o contrato assinado prevalece ao interesse do Benfica e não está fazendo um trabalho de scout para definir um nome para a eventual substituição do técnico português

Clube segue confiando que o contrato assinado prevalece ao interesse do Benfica e não está fazendo um trabalho de scout para definir um nome para a eventual substituição do técnico português(Divulgação / Flamengo)

Clube segue confiando que o contrato assinado prevalece ao interesse do Benfica e não está fazendo um trabalho de scout para definir um nome para a eventual substituição do técnico português | Divulgação / Flamengo

Pouco mais de dois anos após ter vivido uma novela na saída do treinador colombiano Reinaldo Rueda para a seleção chilena, no início de 2018, o Flamengo convive com os rumores de uma “mini-série” envolvendo o adeus do técnico Jorge Jesus. E uma coincidência pode estar ligando os dois casos: o clube rubro-negro não projetando um substituto para a eventual perda de seu comandante.

Nesta terça-feira, vários veículos de imprensa portugueses cravaram que Jorge Jesus já acertou com o Benfica e vai anunciar sua decisão após o jogo final do Campeonato Carioca, contra o Fluminense, na quarta-feira, às 21h, no Maracanã. Em contato com um dirigente do futebol do Flamengo, questionei como o clube estava olhando o nome do eventual substituto do técnico português. “Não estamos olhando neste momento. Queremos e esperamos que Jorge Jesus fique. Estamos tendo a mesma postura que tivemos no processo de renovação do contrato” foi a resposta dele.

No processo de saída de Reinaldo Rueda do Flamengo, no início de 2018 (durante a administração anterior do clube, ainda na gestão de Eduardo Bandeira de Mello), Rueda saiu em férias no fim de 2017 e vários notícias de veículos do Chile e da Colômbia cravavam que o treinador já havia aceitado a proposta da seleção chilena. Rueda não falou nada sobre a questão até se reapresentar ao clube no meio de janeiro, anunciando que deixaria o cargo.

O Flamengo, que não quis se antecipar à decisão de Rueda, até por haver uma multa de rescisão prevista no contrato, ficou aguardando e quando foi informado de que o colombiano de fato estava deixando o clube, não teve alternativas e acabou iniciando a temporada com Paulo César Carpegiani, contratado para ser coordenador técnico, como treinador da equipe.

Segundo esse dirigente rubro-negro, todos no clube seguem esperando que Jorge Jesus fique e confiam que a estrutura que o clube lhe ofereceu, a força do elenco e todo o suporte para ele executar o trabalho são trunfos para o português cumprir o contrato assinado há um mês. Perguntado se o Flamengo poderia aumentar as bases salariais para manter Jorge Jesus, esse dirigente preferiu não responder.

Comentários