Blogs

Encerramento precoce do Campeonato Francês está em xeque

Governo francês muda de postura, permitindo jogos de futebol a partir de 23 de junho em vez de apenas 1º de setembro, e levanta a questão se o Campeonato Francês precisava mesmo ter sido encerrado em abril

Principal veículo esportivo da França, o Diário L'Equipe perguntou: Somos idiotas?(Reprodução L'Equipe)

Principal veículo esportivo da França, o Diário L'Equipe perguntou: Somos idiotas? | Reprodução L'Equipe

(Com colaboração da excelente Isabela Pagliari, correspondente do Esporte Interativo em Paris)

A Liga de Futebol Profissional da França decidiu, no dia 30 de abril, encerrar o Campeonato Francês, faltando dez rodadas para terminar (Strasbourg x PSG ficou pendente pela 27º rodada). A medida foi tomada após o governo francês, dias antes, proibir que qualquer jogo de futebol fosse realizado antes do dia 1º de setembro. Nesta sexta-feira, um dia após serem anunciadas datas para o retorno dos Campeonatos Espanhol, Inglês e Italiano em meados de junho, a decisão de terminar o campeonato nacional passou a ser muito contestada na França.

A capa do L’Equipe de hoje escancara o mal-estar com esse encerramento precoce do Campeonato Francês, que consagrou o PSG como campeão (algo que não foi encarado como problema, dada a vantagem de 12 pontos sobre o vice-líder Marseille), mas também definiu vagas na Champions League e determinou rebaixados, sendo que havia total condição de mudanças nessas posições. A manchete é algo próximo a um “Somos idiotas?”.

Além do retorno desses três campeonatos nacionais, sem falar do Campeonato Alemão que já havia voltado em maio, a revolta com o fim precoce do Campeonato Francês se deu pela mudança de postura do governo. Antes a determinação era ser impossível jogar antes de 1º de setembro. Na quinta-feira, o governo mudou essa data para 22 de junho. O Campeonato Italiano volta no dia 20 de junho. Ou seja, é evidente que há datas para terminar o Francês no campo (O Francês precisa de 11 datas e o Italiano de 13 datas para ser finalizado).

Pela evolução da pandemia de Coronavírus na França, com curvas de contágio e morte caindo, com liberação da volta do comércio, atividades não essenciais, das aulas, entre outros serviços, acompanhando o que ocorreu em países vizinhos, hoje podemos considerar que a liga francesa se precipitou em encerrar o Campeonato Francês. E agora, segundo o L’Equipe, a chance de ser retomado é praticamente nula. Há duas semanas, o Tribunal Administrativo de Paris julgou improcedente o recurso do Lyon para retomar o campeonato, alegando o risco para a sociedade. Como voltar agora?

O presidente do Lyon, Jean Michel Aulas, que desde o início atacou a decisão de encerrar o campeonato, desde ontem, após a mudança de posição do governo, aumentou a carga para o campeonato ser retomado, na esperança de conseguir se recuperar e obter uma vaga na Champions League. Mas segundo pessoas próximas, ele acha que é muito difícil que o torneio volte. Agora, ele começou a pedir a autorização para que seu clube, junto com PSG e Saint-Etiénne possam fazer amistosos após 22 de junho para pegar ritmo para os jogos decisivos da Champions (PSG e Lyon estão vivos no torneio), além das decisões da Copa da Liga Francesa (PSG x Lyon) e da Copa da França (PSG x Saint-Etiénne) que não foram canceladas e, com essa nova postura do governo, devem ser disputadas.

Comentários