Blogs

Falta de ideias e de evolução derrubam Tiago Nunes

Após nove meses de trabalho, a trajetória do jovem técnico no Corinthians foi decepcionante, especialmente no aspecto de achar soluções no campo

Por Vitor Sérgio Rodrigues

Falta de ideias e de evolução derrubam Tiago Nunes

Falta de ideias e de evolução derrubam Tiago Nunes

Tiago Nunes não resistiu a mais uma atuação ruim e à derrota por 2 a 0 para o Palmeiras e está demitido do comando do Corinthians. Mesmo o presidente do clube Andrés Sanchez garantindo na quarta-feira, no programa De Placa que não demitiria o treinador, a menos que sentisse que ele perdeu a confiança dos jogadores, o técnico teve seu desligamento anunciado na noite desta sexta-feira. A decisão tem várias análises, mas dois pontos ficam bem evidentes: a falta de ideias no time e evolução nesses quase 30 jogos.

A expectativa na chegada de Tiago Nunes era que o Corinthians saísse do “piloto automático” dos tempos de Fábio Carille. A referência era o time intenso, dinâmico e equilibrado que o treinador montou no Athletico. Isso nunca foi visto no Alvinegro. Pelo contrário. Era muito difícil perceber qual estilo o Corinthians pretendia praticar. Começou tentando propor o jogo e construir desde atrás no início do ano. Faltou competitividade e consistência e resultou na eliminação da Libertadores na primeira fase. Depois, se buscou um jogo mais direto, mas a falta de intensidade e a má fase de jogadores importantes levou a atuações constrangedoras.

Houve a paralisação por causa da pandemia e na volta, Tiago Nunes deixou um recado claro: jogaria do jeito que fosse necessário para não perder. Acabou conseguindo se classificar para o mata-mata do Paulistão e foi até a final jogando um futebol paupérrimo e quase foi campeão. A sensação era que em campo estava um time com a proposta de Fábio Carille, mas com uma execução muito pior. E aí veio o Brasileirão e a desorganização do time, a sensação de que a equipe não tinha um plano de jogo e falta de evolução minaram completamente o trabalho de Tiago Nunes.

Não achava que Tiago Nunes fosse demitido agora e penso que era natural que se desse mais tempo para ele buscar implantar suas ideias, considerando que tivemos 120 de paralisação. Mas, no geral, a trajetória do jovem técnico no Corinthians foi decepcionante, especialmente no aspecto de achar soluções no campo. O time raramente mostrou melhora de um jogo para o outro. Diante desse quadro, eu entendo a busca por mudar.

Comentários