Blogs

Federação garante que Paulistão será decidido dentro de campo

Por Taynah Espinoza

O Paulistão 2020 vai ser decidido dentro de campo. Pelo menos é isso que garante o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos. Paralisado por causa do novo Coronavírus desde o dia 16 de março, quando foi finalizada a décima rodada, o campeonato ainda não tem nenhuma previsão de data para retornar nem de como jogar sem colocar as delegações em situação de risco. Mesmo assim, o dirigente entende que as competições que começaram precisam terminar.

“Apesar de alguns não acreditarem ou quererem, todos os campeonatos que começaram vão terminar. Isso é fato. É a grande vontade da maioria dos clubes, mas só vamos voltar a jogar de acordo com as orientações da medicina, da ciência e das autoridades públicas. Não tem asteriscos, vamos terminar, não sabemos quando, não estamos marcando data, dia, hora, mas não há nenhuma possibilidade de casuísmo, de decidir com a caneta. Futebol se decide dentro de campo e é assim que ele será decidido, dentro de campo”, disse o presidente da FPF em entrevista ao programa Fox Sports Rádio.

Reinaldo Carneiro Bastos: "o futebol de São Paulo é cumpridor dos seus compromissos". Foto: Rodrigo Corsi/FPF/Divulgação

Na próxima quarta-feira, uma reunião entre a entidade e os 16 clubes da Série A1 do Paulistão vai acontecer por videoconferência. No comunicado enviado aos clubes convocando para a reunião, Reinaldo Carneiro Bastos afirmou que recebeu da CBF o compromisso de que os estaduais serão concluídos.

“Apesar de saber que vamos enfrentar enormes dificuldades, os estaduais são mais simples de retornar: não têm avião, aeroporto, viagem interestadual ou internacional. O futebol de São Paulo é cumpridor dos seus compromissos. Nós vamos entregar todas as competições que já começamos. Nada está descartado. Qualquer hipótese será analisada”, afirmou o presidente da FPF.

Entender que uma competição só se decide dentro de campo é louvável. Mas, desta vez, o caso é um pouco diferente. Se o Paulistão não for mais jogado neste ano, não significa que será decidido no tapetão, por escalação irregular ou qualquer coisa parecida. Vivemos uma pandemia e todo o mundo está abrindo mão de algo importante. O futebol não é mundo paralelo. Neste momento, com o cenário atual que vivemos onde ainda não sabemos nem quando vai acabar o isolamento social, me parece prematuro pensar em jogar o Paulistão apenas porque “competição que começa dentro de campo precisa terminar dentro de campo”. Ou então os clubes vão jogar o estadual mas vão precisar abrir mão de outros torneios mais importantes e mais valiosos financeiramente, como Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores. Alguém tem dúvida qual competição as equipes preferem?

Comentários