Blogs

Felipe entre os melhores de LaLiga é a prova que o Atlético de Madrid foi certeiro

O zagueiro brasileiro é o único representante dos colchoneros na seleção do Campeonato Espanhol 2019/20 elaborada pelo jornal Marca

Por Tatiana Mantovani

Felipe comemorando vitória do Atlético de Madrid

Felipe comemorando vitória do Atlético de Madrid

O zagueiro Felipe foi o defensor mais caro da história do Atlético de Madrid. No início da temporada, os colchoneros pagaram 20 milhões de euros ao Porto para contar com o zagueiro que chegava com a dura tarefa de suprir a baixa de um dos ídolos da história do clube: Diego Godín. Felipe nunca quis ser o “novo Godín” e sim construir sua própria história no clube. E está fazendo isso.

Seleção do Espanhol 2019/20 para o jornal Marca

Em sua primeira temporada no Campeonato Espanhol, ele já mostrou a que veio. O zagueiro brasileiro é o único jogador do Atlético de Madrid na seleção do Espanhol elaborada pelo jornal Marca. Ele demorou para conseguir pegar o ritmo, mas quando o fez, não saiu mais do time. Nenhum zagueiro jogou mais do que Felipe na temporada com o Atleti até aqui. Em LaLiga, foram 25 jogos, 23 como titular. De acordo com o Sofascore, Felipe é o jogador que teve a melhor média de corte passes de LaLiga na temporada, 5 por jogo. Entre os jogadores do Atlético de Madrid, Felipe também foi o que mais interceptou jogadas, 1,6 por partida.

Nas últimas cinco temporadas, por onde passou, Felipe esteve nas melhores defesas dos campeonatos nacionais que disputou. Em 2015, a defesa do Corinthians foi a melhor do Campeonato Brasileiro; na temporada 2016/17, a defesa do Porto foi a segunda melhor do Português; nas duas temporadas seguintes, a defesa do Porto foi a melhor do campeonato nacional; e nesta temporada, a defesa do Atlético de Madrid foi a segunda melhor de LaLiga. Felipe, é garantia de defesa contundente e Simeone sabia disso quando deu o ok para a contratação do defensor.

"Fico feliz de estar há muitos anos participando de grandes sistemas defensivos. E isso é mérito de todos, não só da comissão técnica, do goleiro e dos defensores, mas também de meias e atacantes. Isso é sinal de um conjunto forte e bem treinado”, afirmou o jogador ao blog. Aos 31 anos, Felipe encarou a chegada ao Atleti como uma das grandes oportunidades da sua carreira, está aproveitando cada minuto e entregando o que o time precisa. A verdade é que o Atlético de Madrid acertou em cheio quando apostou por Felipe.

Comentários