Blogs

Flamengo mira no Estadual, mas o foco é voltar com o Brasileirão

A busca intensiva no Flamengo é voltar com o Campeonato Carioca, mas o Rubro-Negro já projeta outro retorno: o do Campeonato Brasileiro, que deveria ter começado no dia 2 de maio

Flamengo voltou aos treinos na semana passada(Alexandre Vidal / Flamengo)

Flamengo voltou aos treinos na semana passada | Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo tem se empenhado para retomar o Campeonato Carioca, mesmo em um momento em que a capital do Rio de Janeiro sofre demais com a pandemia do Coronavírus, considerando que seus protocolos de saúde têm dado muito resultado. Dentro do clube a sensação é que é algo natural retomar os jogos após o terceiro teste feito com seus funcionários, jogadores e pessoas próximas a eles ter apontado todos os exames negativos. Mas o Rubro-Negro já projeta outro retorno: o do Campeonato Brasileiro, que deveria ter começado no dia 2 de maio.

Ninguém no Flamengo está autorizado a conversar com veículos de imprensa. A forma de comunicação tem sido apenas via os canais oficiais do clube. Eventualmente o presidente Rodolfo Landim dá entrevista externa. Diante desse quadro, conversei com um dirigente que pediu para não ser identificado, sobre a   movimentação do clube em iniciar o Campeonato Brasileiro até o meio de julho. A resposta dele foi “Não há nada concreto, mas é uma boa estimativa (trabalhar com essa data)...”.

Por isso o pensamento no Flamengo é haver uma sequência lógica de fatos, voltando e terminando o estadual (faltando quatro ou seis rodadas) para depois começar o Campeonato Brasileiro, colocando o time em atividade e voltando a receber as cotas de transmissão. No clube há a crença que no momento em que o estadual do Rio de Janeiro for retomado, os outros seguirão o caminho, possibilitando uma data para começar o Brasileirão.

Falando em dinheiro, esse dirigente informou sobre o comentado empréstimo de R$ 40 milhões do clube que voltou a ser notícia nesta semana. Ele disse que não houve um novo empréstimo. Que, na verdade, essa é uma linha de crédito no valor de R$ 40 milhões que está à disposição do clube para ser utilizada conforme a necessidade, evitando atrasos em pagamentos, especialmente de salários. Ele fez uma comparação de que é “uma espécie de cheque especial, que qualquer pessoa tem em sua conta, mas com juros bem abaixo dos praticados no mercado”.

Comentários