Blogs

Futebol precisa sair de campo quando intolerância o desgraça

As duas equipes precisam deixar o campo quando um atleta é insultado por intolerância 

Por Mauro Beting

Marega gesticula contra os australopitecos que o insultam

Marega gesticula contra os australopitecos que o insultam

Torcida do Vitória de Guimarães não gostou quando o malinês Marega trocou o clube pelo Porto, em 2017. Por isso muitas das vaias quando ele tocava na bola neste domingo. Como um dia jogaram no Camp Nou uma cabeça de porco quando Figo já era do Real Madrid, depois de brilhar no Barcelona.

É do jogo. Digamos.

Mas não é da vida insultar Marega pela cor. Racismo que ele respondeu com gol e deixando o gramado quando insultado além da rivalidade e muito além do respeito.

Pena que o árbitro nada fez além de adverti-lo. Pena que seus companheiros de time não o acompanharam. Pena que seus colegas de ofício do rival também não o acompanharam até o vestiário. Pena que a sociedade faça como eu. Um textão na rede social.

E mais nada.

O futebol precisa sair do jogo quando a intolerância dá o ar pútrido da intolerância. Enquanto ela desgraçar em todos os campos além do futebol, todos precisam tirar o time de campo.

tagMarcar fotopinAdicionar localizaçãopencilEditar

Comentários