Blogs

Grenal vergonhoso!

O que era pra ser histórico virou um dos grandes vexames dos 424 clássicos Grenais

Por Taynah Espinoza

Eu tenho o maior orgulho de ser gaúcha. Maior orgulho de ter vivido de perto, desde que nasci, essa rivalidade histórica. Pra mim, não há nada igual o Grenal. Nada!!

Mas há limites pra essa rivalidade. Há limites pros jogadores demonstrarem a vontade dentro de campo de ganhar um jogo deste tamanho. Não dá pra um jogador pegar o outro pelo pescoço. Não dá pra atletas ficarem em pose de luta, de MMMA. Não dá pro torcedor aplaudir efusivamente quem quer brigar.

O presidente do Inter não viu erro de Edenilson.

Edenilson pega Luciano pelo pescoço no início da confusão / Foto: Getty Images

O técnico do Grêmio diz que não vai levar freiras pro próximo clássico no Beira-rio.

Ninguém aprendeu nada?

A rivalidade é histórica. É linda! Mas rivalidade não é sair na porrada. Não é briga de casados x solteiros. Não é várzea.

Jogadores são "pais de família", como eles mesmo dizem quando são criticados. Mas pais de família não podem fazer isso, não podem ter esse tipo de reação. Que exemplo eles dão?

E mais: o que fazem os clubes, desde a base, pra que os jogadores entendam que brigar não é a saída e não resolve nada? Que exemplo os técnicos dão? O que fazem os dirigentes? Multam ou aplaudem?

Os erros são inúmeros. E vem de muito longe!

Comentários