Blogs

Grêmio e Inter aceitam iniciar o Brasileiro antes de terminar o Gaúcho

A busca por colocar seus times em atividade e por receber cotas de direitos de transmissão fazem a dupla Gre-Nal concordar em iniciar o Brasileiro na reta decisiva do estadual

Neste momento, Grêmio e Inter só têm autorização para fazer treinamentos respeitando o distanciamento social

Neste momento, Grêmio e Inter só têm autorização para fazer treinamentos respeitando o distanciamento social

A tentativa de iniciar o Campeonato Brasileiro no dia 9 de agosto tem movimentado os clubes brasileiros. Enquanto os quatro maiores clubes de São Paulo veem a data com preocupação, já que é provável que o Campeonato Paulista não tenha terminado até lá, Grêmio e Internacional aceitam ter que disputar, de forma simultânea, a reta decisiva do Gaúcho e o início do Brasileirão.

Dois fatores explicam essa disposição da dupla Gre-Nal: retomar a atividade de seu time profissional e a questão financeira. Iniciando o Brasileirão, os clubes voltam a receber os direitos de transmissão, parte significativa de suas receitas.

“O Internacional está seguindo o que as autoridades estão definindo, mas o clube está disposto a tomar as medidas necessárias para o Campeonato Brasileiro começar. E se tivermos que começar o Brasileiro ainda jogando o Estadual, o faremos”, disse o diretor executivo Rodrigo Caetano, lembrando que o clube não se opôs a jogar em outra localidade para viabilizar a realização dos jogos, sem contraria as decisões do governo gaúcho.

O governo estadual e a prefeitura de Porto Alegre autorizaram que Grêmio e Internacional realizem treinamentos em seus centros de treinamentos, mas o estágio atual não permite que haja contato, o que motivou o Grêmio a buscar uma alternativa, como ir treinar em Criciúma, no sul catarinense.

“Foi a medida que encontramos para finalizar nosso período de treinamento, precisamos fazer treinos coletivos, em que haja contato, mas respeitamos as determinações das autoridades”, afirmou o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, em contato com o blog.

Sobre o início do Brasileirão, Bolzan disse que o dia 9 de agosto não é a data ideal, mas destacou que o Grêmio entende a situação de excepcionalidade por conta da pandemia e que vai conciliar o torneios estadual e nacional se for necessário. 
Segundo a apuração feita pelo blog, na reunião com o Conselho Nacional de Clubes na semana passada, a CBF se comprometeu em deixar as quartas-feiras livres nas primeiras rodadas do Brasileirão, justamente para terminar os estaduais que precisarem dessas datas.

“O ideal é que o Brasileiro começasse no dia 15 de agosto, para dar tempo de terminar o estadual e os times estarem em estágios parecidos de preparação. Mas se a decisão foi começar o Brasileiro antes de terminar o Gaúcho, não será o Grêmio que tornará isso um problema. Precisamos jogar, colocar nossos jogadores para atuar no alto nível”, afirmou o presidente.

Comentários