Blogs

Leco não é o único culpado

Eliminação para o Mirassol no Paulistão entra pra lista de década perdedora do São Paulo

Por Taynah Espinoza

Mirassol é mais um que entra pra lista dos times que eliminou o São Paulo em mata-mata na última década

Mirassol é mais um que entra pra lista dos times que eliminou o São Paulo em mata-mata na última década

A eliminação do São Paulo ontem, nas quartas de final do Campeonato Paulista, pro Mirassol, fez a crise voltar no Morumbi. Jogadores e Diniz foram criticados, mas como vem acontecendo nas últimas derrotas do Tricolor, a direção levou boa parte dessa culpa. Com razão.

Desde 2015, quando Leco assumiu a presidência do clube, foram 10 treinadores. DEZ. É praticamente um treinador a cada seis meses. É verdade que algumas trocas aconteceram por pedidos de demissão dos próprios técnicos quando tiveram propostas melhores, mas também é verdade que o clima no clube colabora pra que eles levem mais em conta essas propostas. Saídas de jogadores no meio do projeto, atraso no pagamento de salário, entrevistas pouco inteligentes com transferência de responsabilidade. Leco tem culpa nisso tudo. Mas não é o único.

A gestão Leco assumiu o São Paulo em 2015, mas o clube não ganha nenhum título desde 2012. A última conquista foi a Sul-Americana que, pra mim, não significa muito na história do gigante São Paulo. Então, de fato, desde aquele tricampeonato consecutivo do Brasileirão em 2006, 2007 e 2008, o Tricolor não conquista nenhum título de grande expressão. Nesse meio tempo, teve, inclusive, briga contra o rebaixamento.

O mata-mata tem sido cruel com o São Paulo. Lembro de seis, sete anos atrás, como repórter cobrindo jogo, gravar reportagens falando sobre tantas eliminações nesse tipo de jogo. E elas continuam. Olha a lista: Penapolense e Audax no Campeonato Paulista; Avaí, Juventude e Bragantino na Copa do Brasil;  Defensa y Justicia e Colon na Sul-Americana e Talleres na pré-Libertadores. Isso desde 2011!  

O problema não é só o Leco. O problema também é o Leco, mas passa pela política conturbada do clube, passa por treinadores que fizeram trabalhos ruins, passa pelos jogadores que, ontem, falharam em lances cruciais que só eles têm responsabilidade.

Nossa cultura é de procurar culpado. Um culpado. Não há um culpado. O futebol é conjunto o tempo inteiro. Quando ganha e quando perde. Parece discurso bonitinho motivacional, mas não é. A década perdida do São Paulo tem muitos responsáveis.

Comentários