Blogs

Maicon é a cara e o cara do Grêmio nos últimos anos

Depois de um mês fora, jogador voltou ao time ontem e mostrou como dá outra dinâmica ao Tricolor quando joga

Por Taynah Espinoza

Maicon lidera o Grêmio em campo e fora dele nestes últimos anos vencedores do clube(2020 Getty Images)

Maicon lidera o Grêmio em campo e fora dele nestes últimos anos vencedores do clube | 2020 Getty Images

Pedro Rocha na Copa do Brasil. Luan e Arthur na Libertadores. Geromel e Kanemann, a dupla que não cansa de beijar taças. Ou Everton Cebolinha resolvendo jogos no drible. Se você pensar no Grêmio vencedor dos últimos anos, provavelmente esses serão os nomes que virão primeiro a cabeça. Todos merecem, de fato, essa lembrança. Mas se eu precisar falar em quem fez esse time jogar, e influenciou muito quando não jogou, o primeiro na minha lista é Maicon.

Depois de um mês fora do time, ontem, diante do Botafogo, o jogador voltou. E mostrou que tudo passa pelos seus pés. Maicon foi o atleta que mais tocou na bola durante a partida disparado, mesmo que tenha sido substituído aos 32 minutos do 2º tempo. Foram 100 toques, com 90% de acerto nos passes.

É por ele que o Grêmio acelera ou cadencia o jogo. É ele quem, normalmente, dá o passe que quebra linhas. Ou mesmo que incentiva que atletas da mesma posição façam isso. Foi assim com Arthur. É assim com Matheus Henrique. Maicon conhece da posição e faz questão de apresentá-la direitinho pra quem está começando. Tanto Matheusinho quanto Arthur agradecem publicamente ao que o volante fez por eles no clube e na carreira.

Aliás, essa é outra característica que precisa ser exaltada no jogador: a liderança dentro deste grupo. Ontem, mesmo vencendo, ele deu toques importantes ao também jovem Pepê sobre mais atenção na marcação e sobre o momento certo de soltar a bola e não partir pra cima do adversário em todo lance. Fora de campo, mesmo no banco, ele também exerce esse papel de capitão. Foi assim quando praticamente não tinha condições de entrar em campo num dos Grenais deste ano, mas ficou na reserva como peça importante que enxerga e auxilia os companheiros a ver o jogo.

Pela liderança e pela influência no futebol do Grêmio em campo, Maicon é, pra mim, a cara e o cara do time nos últimos anos.

Comentários