Blogs

Michael é Flamengo. Quase tudo será Flamengo

Ainda que não mantenha Gabriel Barbosa, Flamengo começa 2020 melhor do que 2019

Por Mauro Beting

O Flamengo está certíssimo como já esteve o Palmeiras até 2019 e o Cruzeiro de Luxemburgo em 2003 quando não apenas contrata para se reforçar. Investe para evitar que os rivais se reforcem.

No caso Michael, só o Flamengo tinha a dinheirama pedida pelo Goiás. Poderia abrir mão do talentoso atacante porque não há rival que tenha esse grana toda.

Mas como Gabigol talvez não fique, como Jorge Jesus sabe e gosta de montar ataques com dois caras à frente, a revelação do BR-19 e o craque do campeonato (Bruno Henrique) podem jogar numa ótima. Como ainda melhor estará o Flamengo em 2020.

Até porque também chegou Pedro Rocha. Tem quem já estava. Atrás tem um zagueiro com bola para Seleção como Gustavo Henrique. Tem a base mantida. Reforços ainda chegando.

Não escrevo que não tem para ninguém que futebol tem disso.

Mas tem alguém com mais do que o Flamengo?

Michael talvez seja no futuro um desperdício de dinheiro pelo volume. Mas era o cara da vez. No time da hora, e quem sabe dos próximos anos.

Tem mais pinta de ser algo mais do que foi Erik (relevação do BR-14) e muito mais do que nunca foi Carlos Eduardo (caríssimo reforço do Palmeiras que agora vai pro Athletico). Até porque nesse Flamengo quase todo mundo joga até mais do que sabe.

Sabendo administrar egos e vaidades como soube em 2019, o caminho está mais do que aberto para novos caminhos rubro-negros.

Até porque Michael já superou desafios maiores na vida do que na carreira curta. E se mostrou pronto em campo e de cabeça para vencer mais um. Ou vários deles nesse mega Flamengo. 

Comentários