Blogs

O Rio da minha aldeia - Campeão da Taça Guanabara: Flamengo 2 x 1 Boavista

De virada, com o time alternativo, deu a lógica no turno do RJ-20. E pode dar em quase tudo

Por Mauro Beting

Flamengo campeão da Taça Guanabara e um poema de Fernando Pessoa

Flamengo campeão da Taça Guanabara e um poema de Fernando Pessoa

A Taça Guanabara é mais bela que a Taça Rio que corre pela minha aldeia,
Mas a Taça Guanabara não é mais bela que o Rio que disputamos pela minha aldeia
Porque a Taça Guanabara não é a Copa que disputamos pela minha aldeia
A Taça tem grandes esquadrões
E nada de braçada nela ainda,
Para aqueles que vêem em tudo o que lá não está,
A memória das grandes esquadras.
A Taça GB desce das Laranjeiras, Botafogo, São Januário e Gávea
E a Taça entra no Maracanã.
Toda a gente sabe isso.
Mas poucos sabem qual é a taça da minha aldeia
E para onde ela vai
E donde ela vem.
E por isso, porque pertence a menos gente,
É mais livre e maior a Taça da minha aldeia.
Pela Taça Guanabara vai-se para o Mundo.
Para além da Taça GB há a América
E a fortuna daqueles que a encontram.
Ninguém nunca pensou no que há para além
Da Taça da minha aldeia.
A Taça Rio da minha aldeia não faz pensar em nada.
Quem está ao pé dela está só ao pé dela.

ALBERTO CAEIRO. 

Ou FERNANDO PESSOA

Ou JORGE JESUS

É só o turno. Mas pode ser o recomeço de tudo de novo.

Comentários