Blogs

O dia em que Messi 'desligou Boateng da Matrix'

Um jogo complicadíssimo no Camp Nou, após um trauma dois anos antes, foi resolvido na genialidade de Messi

Jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões da temporada 2014-15. O Barcelona recebia o Bayern de Munique com o trauma do 7 a 0 (no agregado) imposto pelo time alemão dois anos antes ainda recente na memória. Além disso, no banco do outro lado estava a mente por trás daquela era vitoriosa no clube: Pep Guardiola. Mas o Barça era um pouco diferente, um time mais vertical, direto e letal. E ainda tinha Messi para os momentos de dificuldade.

Porque aquela partida foi muito difícil. Quem olha apenas o placar de 3 a 0, o chamado placar clássico da superioridade de um time sobre o outro, deve pensar que foi um jogo tranquilo para o Barça. Longe disso. Foi um jogo complicadíssimo, muito equilibrado em 75% do tempo. Você não acredita em mim? Então confira com os seus próprios olhos nesta terça-feira, às 16h, na TNT e/ou no Facebook do Esporte Interativo. Para você matar a saudade da Champions League, o Jorge Iggor e o Bruno Formiga vão te contar como foi esse histórico Barcelona 3 x 0 Bayern.

E foi Messi quem descomplicou tudo. Num momento em que o Bayern incomodava demais e parecia confortável no gramado do Camp Nou. Aos 32 minutos do segundo tempo, recebeu entre as linhas, no seu território, incrivelmente livre, trouxe para dentro e bateu forte no canto esquerdo baixo de Neuer. E três minutos depois, antologia! O gol em que Messi “desligou Boateng da Matrix”! Não entendeu a referência? Veja o vídeo acima.

Ainda houve tempo para Messi dar uma grande assistência para Neymar romper livre pelo meio do campo e fazer o terceiro gol, para o êxtase dominar o Camp Nou. Um placar que os mais frios diriam que foi mentiroso. Pode até ser. Mas o placar só foi esse porque ele teve Messi. E Messi é de verdade. Para a alegria de quem ama futebol.

Comentários