Blogs

O pai de Jesus

Vive de passado quem tem história

Por Mauro Beting

Jorge Jesus e o seu pai

Jorge Jesus e o seu pai

Jorge Jesus foi treinar o Sporting de Lisboa para atender a um pedido do pai que jogou pelo clube, disse em tocante entrevista ao Fox Sports. Felicidade que o pai de JJ não pôde ver entre nós. E talvez nem mesmo lembrasse pelo Alzheimer que o levou.

Talvez. Porque o mal se combate com a memória mais terna e eterna. Como muitos outros males. Quem tem Alzheimer algumas vezes dribla a memória perdida com recordações mais profundas. Como a identificação com o time.

Tenho uma conhecida que leva o pai ao estádio só para que ele por lá diga o nome do filho dele. Além de escalações do time do coração que ele só anda sabe de cor porque o clube desperta algo que a ciência não explica.

O futebol, sim. Ou melhor: o nosso amor incondicional. O nosso time.

Jorge Jesus mal conseguiu contar a história do pedido do pai na televisão. Porque é esse amor de filho pra pai que nos leva a driblar a
vida.

Como não sou rubro-negro, foi o melhor momento dele no Brasil. Ainda mais porque deu mais um incentivo para eu realizar um projeto de alguns anos que irá sair do papel.

Porque vive de passado quem tem história. Contar o que mais nós temos em conta não tem preço.

Comentários