Blogs

O que não pode faltar no cardápio de Jorge Jesus e o mais "chato" do elenco do Flamengo

Em entrevista ao 'Fora de Jogo', do Esporte Interativo, Thiago Monteiro, ex-nutricionista do clube, contou curiosidades sobre a alimentação do elenco campeão em 2019

Avatar del

Por Monique Danello

O cardápio do Flamengo ganhou novas opções para atender Jorge Jesus(1287)

O cardápio do Flamengo ganhou novas opções para atender Jorge Jesus | 1287

Campeão da Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro, tudo no mesmo fim de semana e com maratona de comemoração. Como fazer para terminar bem uma temporada tão intensa? O trabalho começa na alimentação. 

Thiago Monteiro era nutricionista do clube até o começo deste ano e até hoje faz o acompanhamento de alguns atletas individualmente em seu consultório. Na lista, nomes como Gabigol, Arrascaeta, Diego Ribas, Rodrigo Caio e Filipe Luís. Thiago ficou conhecido pelo apelido de "nutri fofo" e pelo bordão "hidrata jogador", repetido por todos os atletas. Em entrevista ao 'Fora de Jogo', do Esporte Interativo', revelou alguns bastidores da temporada que entrou para a história.

Chato para comer? No elenco do Flamengo não tem. Até os estrangeiros, como o espanhol Pablo Marí, se adaptaram bem ao cardápio do Brasil. Agora quando o assunto é querer saber o que está comendo, Thiago Monteiro garante que Filipe Luís está no topo da lista.

"Teve um que quando chegou eu pensei: esse é mala demais, para aguentar vai ser f***, que é o Filipe Luis (risos). Tudo que passava para ele, ele perguntava. Mas depois eu fiquei muito encantado com ele, ele perguntava porque ele queria aprender, porque ele é inteligente e queria entender. Eu acho isso muito bacana até para a evolução dele mesmo. A gente se deu tão bem, que hoje ele é meu paciente no consultório, familiares dele também. Mas quando ele chegou, era complicado. Tudo era porquê, mas isso, aquilo, mas não é melhor aquele outro. Hoje a gente se dá super bem", se diverte Thiago.

 


Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!
 

Além da alimentação no Ninho do Urubu, tudo que os atletas comem nas viagens e em hotéis dentro e fora do Brasil passa pela equipe de nutrição. No Mundial de Clubes, em Doha, no ano passado, o Flamengo precisou enviar um ofício para a FIFA pedindo autorização para entrar no Catar com arroz, feijão e farofa.

Adaptar os hábitos alimentares do elenco rubro-negro com os da comissão técnica de Jorge Jesus não foi complicado. Thiago Monteiro garante que a alimentação dos brasileiros era bem parecida com a dos portugueses, mas algumas mudanças foram feitas para corresponder as preferências do Mister.

"A comissão do Mister foi tranquila, claro que fizemos alguns ajustes. A castanha, por exemplo, eles amam frutos secos, que eu não tinha costume de colocar em todas as refeições e passei a ter. Atum eles são fanáticos, era um costume que a gente não tinha. E o Mister não come carne, então tinha que ter sempre um peixe, em todos os lugares. Imagina pedir um peixe no avião, a gente tinha que tomar certos cuidados. Agora quando a gente pede o peixe e o avião não embarca com o peixe do Mister?", revelou o nutricionista.

 

Durante a entrevista, o "nutri fofo" também respondeu perguntas feitas pelos torcedores. Um deles queria saber o que o Bruno Henrique come para correr tanto em campo.

"Bruno Henrique é um cara fora de série. Pra correr, ele corre mais que notícia ruim (risos). Ele é muito profissional, ele faz o uso de tudo que a gente pede no vestiário, é dele mesmo, é genético, ele tem uma explosão absurda. Mas, em relação à alimentação, tem maior quantidade de carboidrato. Não podemos comparar o gasto energético de um lateral e um zagueiro, até isso a gente leva em conta na hora de fazer o pré-treino", contou Thiago Monteiro.

 
Comentários