Blogs

Renato precisa ser questionado. Faz tempo!

Treinador venceu muito com o Grêmio nos últimos anos, mas últimos meses mostram queda de rendimento

Por Taynah Espinoza

Neste mês, Renato Gaúcho completa quatro anos como treinador do Grêmio, com conquista de Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana e estaduais(2019 Getty Images)

Neste mês, Renato Gaúcho completa quatro anos como treinador do Grêmio, com conquista de Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana e estaduais | 2019 Getty Images

Renato Portaluppi é o técnico mais longevo do futebol brasileiro. Com merecimento. Desde 2016 no Grêmio, o treinador tirou o time de uma fila de 15 anos sem título de expressão. Ganhou Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana, três estaduais na sequência...mas isso não dá a ele o direito de tratar o torcedor do Grêmio como bobo. E foi o que ele fez ontem.

Ao empatar com o Atletico-GO fora de casa, depois de já ter perdido pro Sport e pro Caxias em casa, o treinador usou o argumento de que esse mesmo Atletico-GO venceu o Flamengo por 3x0. Isso é fazer o torcedor de bobo. Não foi esse jogo o problema, é a sequência de jogos ruins com uma postura pior ainda. Pouca intensidade, pouca organização, chuveirinho dentro da área e escolhas estranhas na escalação.

O que explica começar um jogo com Thiago Neves como titular? O que ele apresentou neste período de Grêmio que o capacitasse pra tal? Um dia depois dessa aposta de Renato, o presidente do Tricolor,  Romildo Bolzan, informou que estava rescindindo o contrato com o meia. Aliás, quem pediu Thiago Neves? Thiago, Tardelli, André...Renato recuperou alguns jogadores nestes quatro anos de Tricolor, é verdade. Mas não deveria se apoiar nisso pra toda hora pedir um reforço caro e com retorno duvidoso.

Não estou e não pretendo nunca pedir a demissão de um treinador. Mas como todo trabalhador, Renato precisa ser questionado sobre suas escolhas, precisa ser cobrado. Foi com ele que o Grêmio ganhou tanto nos últimos anos, foi com ele que o time reagiu bem a saídas de jogadores importantes. Mas também é com ele que o time faz apresentações horrorosas, como contra Atletico-GO e Sport. Nos últimos meses, aliás, são mais apresentações ruins do que conquistas.

Citar o dinheiro do Flamengo, falar que o Grêmio foi o melhor futebol do Brasil durante um tempo ou comentar as vitórias em Grenais. Tudo isso é verdade e Renato fala toda hora. Mas nada disso exclui o fato de que o Tricolor perdeu três jogos pro Caxias esse ano, que joga a Série D do Campeonato Brasileiro. E que perdeu pro Sport em casa e empatou com Atletico-GO.

Renato nunca vai deixar de ser ídolo do Grêmio. Mas ídolos também devem ser cobrados. E é o que Renato merece neste momento. Pelos resultados, pelas atuações e pela postura.

Comentários