Blogs

Sim. Teve gol do Gabigol na Colômbia

Camisa 9 do Flamengo passa em branco, mas protagoniza momentos especiais com torcedores do Junior Barranquilla, e mostra que sua idolatria ultrapassou as fronteiras

Por Bruno Formiga

Torcedor do Barranquilla invadiu o gramado e abraçou Gabigol I Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Torcedor do Barranquilla invadiu o gramado e abraçou Gabigol I Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Gabriel não fez gols na estreia do Flamengo na Libertadores 2020. Na Colômbia, passou em branco. Algo que tem sido raro com a camisa rubro-negra. Mas raro também é um jogador virar referência para torcedores adversários. E contra o Junior Barranquilla, o atacante mostrou que o melhor momento da carreira fez com que sua idolatria ultrapassasse as fronteiras.

Antes de a bola rolar, Gabigol deu sua camisa de treino para um torcedor do Junior. O garoto chorou, pensou e vestiu o uniforme do Flamengo. Sem pudor, sem vergonha, sem medo. Outros pequenos foram fotografados fazendo a comemoração típica do atacante. E no apito final, um outro menino invadiu o campo para abraçar o jogador. Saiu de lá presenteado com o manto rubro-negro e um par de chuteiras.

As cenas chamam a atenção porque não são comuns. Pelo menos por aqui. Na Champions, jogadores rapidamente viram estrelas globais. Na Libertadores a banda toca diferente.

Gabigol já foi ovacionado por torcedores de outros times brasileiros. Agora experimentou o carinho dos colombianos. Um jogador que tem aprendido a etender o seu papel e o seu tamanho. E que escolheu seguir no Flamengo porque sabe que o momento que vive é único.

Um personagem admirado até por quem torce contra.

Até quando a magia vai durar? Difícil saber. Mas o Flamengo tem algo muito especial nas mãos. E sim. Gabigol tem marcado até quando não faz gols.

Comentários