Blogs

United controla Neymar e merece vencer em Paris

Time inglês ajustou a marcação em cima do brasileiro e foi superior ao PSG na estreia da Champions

Por Vitor Sérgio Rodrigues

De novo Rashford, de novo no fim: United derruba o PSG em Paris

De novo Rashford, de novo no fim: United derruba o PSG em Paris

Um grupo enrolado, com três reais pretendentes para duas vagas, começando com o duelo entre o time mais tradicional do grupo e o atual vice-campeão da Champions League. Era o cenário do encontro entre PSG e Manchester United, que terminou com uma importante vitória inglesa por 2 a 1 no Parque dos Príncipes, em Paris. E o resultado, conseguido novamente no fim, com um gol de Rashford, igual há duas temporadas, fez justiça ao que as duas equipes apresentaram em campo.

Os dois lados tinham muitos desfalques (Verratti, Marquinhos, Paredes e Icardi pelo PSG e Maguire, Greenwood e Cavani do lado inglês) e o United soube lidar melhor com essas ausências. Ajustou muito bem a linha de pressão no meio, com Wan-Bissaka, McTominay, Fred e Alex Telles acertando muito bem os botes que dificultaram a saída de bola do PSG. Usando um jogo mais direto, o PSG conseguiu ativar Neymar na esquerda e o brasileiro criou boas jogadas, puxando da esquerda para o meio. Mas isso durou pouco.

A partir dos 20 minutos, o United corrigiu a marcação em Neymar com Fred ajudando McTominay e com Martial ou Bruno Fernandes dando apoio e o United cresceu no jogo. Fez 1 a 0 num pênalti marcando em cima de Martial que eu acho que não aconteceu e passou a controlar a partida. Com Bruno Fernandes ditando o ritmo quando a equipe recuperava a bola, Wan-Bissaka cuidando de Mbappe e Neymar bem vigiado.

No segundo tempo, o cenário do jogo mudou com a entrada de Moise Kean no lugar de Gueye e o PSG viveu seus melhores momentos na partida. Chegou a jogar com cinco atacantes, com Florenzi na ponta-direita se juntando a Neymar e Di Maria por dentro, Mbappe na esquerda e Kean à frente. Empatou o jogo numa cabeçada contra de Martial, mas não teve força para virar. A entrada de Pogba no lugar de Alex Telles fez o United recuperar a capacidade de pressionar no meio-campo. Fred e Wan-Bissaka continuaram controlando totalmente Neymar, que jogou mal na etapa final, e a partida caminhava para um empate, quando Pogba encontrou espaço para acionar Rashford, que acertou o canto de Navas.

Uma vitória justa do United, que foi melhor em pelo menos 60 minutos no Parque dos Príncipes. Três pontos que dão confiança para um time que começou a temporada de forma irregular e pressiona o PSG nesse grupo complicado, que também teve a vitória do RB Leipzig sobre o Istambul Basaksehir por 2 a 0.

Comentários