Champions League

Guia da Champions: Edição 2020/21 terá Messi x Cristiano Ronaldo, reedição de grandes jogos e mais

Competição começa na próxima terça (20) e você acompanhará tudo ao vivo na TNT, no Space, no Facebook do Esporte Interativo e no EI Plus

Por Gabriel Menezes

Champions League 2020/21 começa nesta terça (20)(Getty Images)

Champions League 2020/21 começa nesta terça (20) | Getty Images

A Champions League volta nesta terça (20), com a primeira rodada da fase de grupos da edição 2020/21 do maior torneio de clubes do mundo. Já com PSG, Juventus e muito mais times da elite do futebol mundial em campo, a competição promete.

O sorteio da fase de grupos, afinal, foi dos melhores possíveis para quem gosta de futebol: Juventus e Barcelona se enfrentarão, o que significa que teremos Messi x Cristiano Ronaldo acontecendo novamente. Além disso, o PSG de Neymar, Mbappé e cia. caiu em grupo forte, ao lado de Manchester United e RB Leipzig, semifinalista da última Champions.

VEJA TAMBÉM: Tabela com datas e horários de TODOS os jogos da fase de grupos da Champions!

O Liverpool, campeão de 2018/19, terá de enfrentar o Ajax e a Atalanta, que vem de grande participação em sua estreia na UCL (caiu nas quartas para o PSG). O Bayern de Munique, atual campeão, terá de encarar logo na primeira rodada o Atlético de Madrid de Simeone. 

Sem mais delongas, confira o guia completo da competição para a temporada 2020/21, com informações sobre os grupos e as equipes que jogarão a fase de grupos da Champions League.

LEIA MAIS: Champions League terá 78 brasileiros; confira todos os nomes

Grupo A (Bayern de Munique, Atlético de Madrid, RB Salzburg e Lokomotiv Moscou)

Bayern de Munique

Participações na Champions League: 32
Melhor participação: Campeão (1973/74, 1974/75, 1975/76, 2000/01, 2012/13, 2019/20)
Principais jogadores: Lewandowski, Neuer, Müller, Kimmich.

Técnico: Hansi Flick.

O Bayern de Munique é o atual campeão da Champions League e também um dos principais favoritos a vencer a edição 2020/21 do torneio. A base do elenco que venceu o PSG por 1x0 em Lisboa no último mês de agosto se manteve.

 
Veja os melhores momentos da final da Champions: Bayern 1x0 PSG

Os Bávaros perderam Thiago, principal organizador do meio-campo do time, que foi para o Liverpool. Além dele, Philippe Coutinho, Perisic e Odriozola não tiveram seus empréstimos renovados e voltaram a seus clubes de origem.

Por outro lado, o clube se reforçou bem: trouxe a promessa Marc Roca, ex-Espanyol, para substituir Thiago, além de garantir as contratações de Leroy Sané, ex-City, e Douglas Costa, que chegou emprestado pela Juventus. Choupo-Moting, que estava no PSG, e Bouna Sarr, lateral direito ex-Marseille, também reforçam o time.

 

Atlético de Madrid

Participações na Champions League: 16
Melhor participação: Vice-campeão (1973/74, 2013/14, 2015/16)
Principais jogadores: Oblak, Suárez, João Félix, Renan Lodi.
Técnico: Diego Simeone.

O Atlético de Madrid é, hoje, um time com um dos técnicos mais longevos do futebol europeu. Diego Simeone, ano sim, ano também, segue roubando a cena nos jogos do Atleti com seu jeito firme e exaltado à beira do campo. E, para a temporada 2020/21, os Colchoneros terão uma grande arma nova: Luisito Suárez, que deixou o Barcelona.

 

Apesar de terem perdido o meio-campista Thomas Partey, que foi para o Arsenal, o Atleti se reforçou bem para a nova campanha, trazendo o volante Lucas Torreira e Yannick Ferreira Carrasco, além do centroavante.

Além disso, o clube espanhol também conta com dois brasileiros (e meio): Felipe, zagueiro titular da equipe, e Renan Lodi. O "meio brasileiro" é Diego Costa, que segue em Madri e pode formar uma dupla de ataque aterrorizante com Suárez.

 
Simeone indica que pode usar Luis Suárez e Diego Costa juntos no ataque do Atlético de Madrid

RB Salzburg

Participações na Champions League: 16
Melhor participação: Nunca passou da fase de grupos
Principais jogadores: Patson Daka, Dominik Szoboszlai, André Ramalho.
Técnico: Jesse Marsch.

Na última temporada, o RB Salzburg foi responsável por projetar para o mundo o fenômeno Erling Haaland. No entanto, o clube não conseguiu passar da fase de grupos e foi o 3º colocado em um grupo que também tinha Liverpool, Napoli e Genk.

Sem Haaland e Minamino, dois dos principais jogadores do elenco da Champions 2019/20, o RB Salzburg aposta na juventude de Patson Daka, atacante que substituiu o norueguês e, nesta temporada, tem 11 gols em oito jogos, e de Dominik Szoboszlai, húngaro que é o principal organizador do time.

 
Confira os melhores RB Salzburg 3x1 Maccabi Tel-Aviv

Lokomotiv Moscou

Participações na Champions League: 7
Melhor participação: Oitavas de final (2003/04)
Principais jogadores: Krychowiak, Miranchuk e Smolov.
Técnico: Marko Nikolic.

O Lokomotiv Moscou, que ainda tenta se afirmar como um dos principais clubes russos, chegou à sua terceira participação consecutiva na Champions League. No entanto, sua melhor campanha ainda é longínqua: em 2003/04, chegou às oitavas de final e caiu para o Monaco.

Atualmente, o time tem como principais destaques o volante Grzegorz Krychowiak, ex-PSG e Sevilla, e o atacante Fedor Smolov, artilheiro do time na temporada (três gols). Anton Miranchuk também é um nome importante para o meio-campo ofensivo da equipe.

 
Melhores momentos - Atlético de Madrid 2x0 Lokomotiv

Grupo B (Real Madrid, Shakhtar Donetsk, Internazionale, Mönchengladbach)

Real Madrid

Participações na Champions League: 45
Melhor participação: Campeão (1955/56, 1956/57, 1958/59, 1959/60, 1965/66, 1997/98, 1999/2000, 2001/02, 2013/14, 2015/16, 2016/17, 2017/18)
Principais jogadores: Benzema, Sergio Ramos, Toni Kroos, Casemiro.
Técnico: Zinédine Zidane.

 

É desnecessário apresentar o Real Madrid. Maior campeão da história da Champions League, os merengues chegam a mais uma competição como campeões espanhóis e pretendem apagar a eliminação para o Manchester City, nas quartas de final, da temporada passada.

A grande incógnita do elenco segue sendo Eden Hazard, grande contratação da temporada passada que, muito por conta de lesões, ainda não deslanchou em Madri. 

A equipe, aliás, não teve grandes alterações para a temporada 2020/21: Odegaard, promessa norueguesa, foi incorporada ao elenco, e o clube negociou Gareth Bale com o Tottenham. Espera-se que Vinicius Jr. e Rodrygo possam ter mais tempo de jogo na atual campanha. Os dois garotos formam, ao lado de Casemiro, Militão e Marcelo, o quinteto de brasileiros do Real Madrid.

 
Varane falha duas vezes e Manchester City bate Real Madrid por 2 a 1

Shakhtar Donetsk

Participações na Champions League: 20
Melhor participação: Quartas de final (2010/11)
Principais jogadores: Taison, Marlos, Tetê, Stepanenko.
Técnico: Luís Castro

Conhecido muito por conta de sua "legião brasileira", que persiste há anos, o Shakhtar Donetsk é um dos clubes mais tradicionais da Champions League na última década. Apesar disso, ainda tenta superar sua melhor marca na competição, que foi a ida às quartas de final na temporada 2010/11, quando acabou eliminado pelo Barcelona.

Atualmente, o clube segue com um esquadrão de brasileiros na equipe. Ao todo, são 13: Vitão, Ismaily, Marquinhos Cipriano, Dodô, Alan Patrick, Maycon, Marcos Antônio, Dentinho, Taison, Fernando e Tetê. Marlos e Junior Moraes, naturalizados ucranianos, contribuem para o quórum.

O time é o atual vice-líder do campeonato ucraniano, com 12 pontos conquistados nas seis primeiras partidas do torneio. Na última Champions, o Shakhtar caiu na fase de grupos, ficando em 3º no Grupo C, que tinha Manchester City, Dinamo Zagreb e Atalanta.

 
De maneira histórica, Atalanta consegue classificação para as oitavas da Champions!

Internazionale de Milão

Participações na Champions League: 18
Melhor participação: Campeã (1963/64, 1964/65, 2009/10)
Principais jogadores: Romelu Lukaku, Lautaro Martínez, Handanovic.
Técnico: Antonio Conte.

A tradicional Internazionale está realmente de volta. Vice-campeã da Serie A por apenas um ponto, a Inter de Milão vai se consolidando como segunda principal força do futebol italiano. E se reforçou para tentar voltar aos tempos de glória na Champions League.

O time comandado por Antonio Conte ainda é bem parecido com o da temporada passada, mas conta com reforços como Kolarov, que deixou a Roma, Achraf Hakimi, destaque do Borussia Dortmund, e Arturo Vidal, que rescindiu com o Barcelona.

Tendo a dupla Lukaku-Lautaro como seus principais destaques, o time também tem força no gol, com Handanovic, que segue, mesmo aos 36 anos, sendo um dos melhores goleiros da Itália. E, claro, no banco de reservas, já que Antonio Conte parece ter promovido uma verdadeira revolução na equipe nerazzurra.

 
Empata a Inter! Lautaro faz o pivô e Romelu Lukaku deixa tudo igual contra o Barça

Borussia Mönchengladbach

Participações na Champions League: 5
Melhor participação: Vice-campeão (1976/77)
Principais jogadores: Yann Sommer, Marcus Thuram e Alassane Pléa.
Técnico: Marco Rose.

O Borussia Mönchengladbach venceu, em duas ocasiões, a Copa da Uefa - antiga competição que, hoje, é a Europa League - mas nunca teve grande tradição na Champions League. O clube alemão, no entanto, tem um vice-campeonato: em 1976/77, perderam a final para o Liverpool.

De volta à competição mais importante da Europa após boa campanha na Bundesliga, o Gladbach se apoia em um misto de juventude e experiência. No gol, Yann Sommer - da seleção suíça - é um dos principais goleiros da Alemanha e dá segurança ao time. Enquanto isso, no ataque, o time tem como principal destaque Marcus Thuram.

Filho do zagueiro Lilian Thuram, o atacante francês faz uma excelente dupla com seu compatriota Alassane Pléa. Juntos, os dois somaram 24 gols na última temporada. Campeão do mundo em 2014 com a Alemanha, o zagueiro Matthias Ginter também é outro pilar do time.

Marcus Thuram é um dos principais nomes do Mönchengladbach (Foto: Getty Images)

Grupo C (Porto, Manchester City, Olympiacos, Olympique de Marseille)

Porto

Participações na Champions League: 29
Melhor participação: Campeão (1986/87 e 2003/04)
Principais jogadores: Pepe, Jesús Corona e Marega.
Técnico: Sérgio Conceição

Bicampeão europeu, o Porto chega à temporada 2020/21 da Champions League como time do "pote 1" no Grupo C. Campeão português da última temporada, a equipe tem como pilares de seu time jogadores veteranos, como o zagueiro Pepe e o centroavante Moussa Marega, além do polivalente Jesús Corona, mexicano que atua pelo lado direito do campo.

Apesar de ter perdido seu principal jogador, o lateral esquerdo Alex Telles (que foi para o Manchester United), e Danilo Pereira, titular absoluto do meio-campo, o Porto se reforçou na temporada atual.

A equipe lusitana contratou, inclusive, dois brasileiros: Evanílson, ex-Fluminense, e Felipe Anderson, que estava no West Ham. Malang Sarr, emprestado pelo Chelsea, e Marko Grujic, negociado temporariamente pelo Liverpool, também são nomes que chegaram à Cidade do Porto.

 

ManchesterCity

Participações na Champions League: 11
Melhor participação: Semifinal (2015/16)
Principais jogadores: Agüero, Kevin De Bruyne, Raheem Sterling, Éderson.
Técnico: Pep Guardiola.

O Manchester City cresceu na última década, após ser comprado pelo Sheikh Mansour, dos Emirados Árabes. No entanto, o maior sonho do clube ainda não foi realizado: vencer uma Champions League. Apesar do sucesso nacional, falta o triunfo continental para coroar de vez o crescimento da equipe.

 
Varane falha duas vezes e Manchester City bate Real Madrid por 2 a 1

Na última temporada, o clube parou nas quartas de final, caindo para o Lyon. E após sofrer principalmente com a falta de recursos (humanos) na defesa, o City foi atrás de Rúben Dias e Nathan Aké para reforçar o setor. Ferran Torres, promissor meia espanhol, também foi contratado.

A base do elenco seguiu e Pep Guardiola também, depois que o City foi absolvido pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) em julgamento por ter quebrado o Fair Play Financeiro (FPF) da UEFA. Dessa forma, o clube está firme e é o favorito para vencer o Grupo C e um dos times mais fortes da competição.

Olympiacos

Participações na Champions League: 29
Melhor participação: Quartas de final (1998/99)
Principais jogadores: Rafinha, Valbuena, El Arabi.
Técnico: Pedro Martins.

A grande atração do Olympiacos é, sem dúvida, o lateral direito Rafinha. Campeão da Champions League com o Bayern de Munique, o defensor deixou o Flamengo neste ano e assinou com a equipe grega. Titular absoluto da sua posição desde que chegou, o brasileiro é um dos jogadores experientes do elenco.

Mathieu Valbuena, ex-seleção francesa, compõe o meio-campo e, aos 35 anos, segue sendo peça-chave do Olympiacos, tal como o atacante El Arabi, de 33 anos, que é o artilheiro do time na temporada 2020/21, com três gols.

 
Olympiacos, de Rafinha e cia., empata sem gols e garante vaga na fase de grupos da Champions; veja os melhores momentos

Olympique de Marseille

Participações na Champions League: 11
Melhor participação: Campeão (1992/93)
Principais jogadores: Mandanda, Payet e Thauvin.
Técnico: André Villas-Bôas.

Fora da Champions League desde a temporada 2013/14, o Olympique de Marseille conseguiu retornar à competição após um vice-campeonato na Ligue 1 2019/20. O time pouco se reforçou para a disputa da competição europeia, contratando apenas Álvaro González, zagueiro que se envolveu na polêmica com Neymar, sendo acusado de racismo, o zagueiro Leonardo Balerdi e o lateral Yuto Nagatomo.

Os principais jogadores da equipe estão no Marseille há anos. Dimitri Payet jogou pelo clube entre 2013 e 2015 e, depois de passagem pelo West Ham, voltou em 2017. Mandanda, goleiro com 33 jogos pela França, atuou pelo Olympique entre 2008 e 2016. Passou uma temporada no Crystal Palace e voltou em 2017. Por fim, Florian Thauvin está no clube desde 2013 e é um dos pilares do ataque.

Payet e Thauvin são referências do Olympique de Marseille (Foto: Getty Images)

Grupo D (Liverpool, Ajax, Atalanta, Midtjylland)

Liverpool

Participações na Champions League: 23
Melhor participação: Campeão (1976/77, 1977/78, 1980/81, 1983/84, 2004/05, 2018/19)
Principais jogadores: Alisson, Van Dijk, Salah, Mané.
Técnico: Jürgen Klopp.

O Liverpool venceu a Champions League em 2018/19 e, na temporada passada, levou a Premier League. Apesar da eliminação para o Atlético de Madrid, nas oitavas de final do torneio europeu, ter sido dolorida, tudo indica que os Reds são novamente um dos times favoritos para vencer a competição.

 
Na base da raça, Atleti bate o Liverpool em Anfield e garante vaga nas quartas da Champions

A equipe comandada por Jürgen Klopp pouco mudou da temporada passada para essa. O clube se desfez do zagueiro Dejan Lovren e teve como principal contratação o meia Thiago Alcântara, maestro do Bayern. 

De resto, o time segue tendo Alisson e Van Dijk como pilares defensivos e o trio de ataque poderoso formado por Salah, Mané e Firmino sendo fundamental no ataque.

 

Ajax

Participações na Champions League: 36
Melhor participação: Campeão (1970/71, 1971/72, 1972/73, 1994/95).
Principais jogadores: Onana, Tagliafico e Tadic.
Técnico: Erik Ten Hag.

O Ajax chamou muita atenção na temporada 2018/19, quando ficou a segundos de conseguir a classificação para a final da Champions League (eliminados pelo gol salvador de Lucas, no Tottenham). O time holandês perdeu peças importantes desde então, como De Ligt, De Jong e Van De Beek e Ziyech, mas segue sendo uma equipe forte.

O elenco comandado por Erik Ten Hag se apoia no bom goleiro André Onana, que foi desejado por gigantes europeus, mas preferiu ficar no Ajax. Tagliafico comanda a defesa ao lado do experiente Daley Blind.

No ataque, Tadic é a principal referência do time, mas os brasileiros Antony e David Neres também prometem ser importantes para a equipe holandesa.

David Neres e Antony estão com moral no Ajax (Foto: Getty Images)

Atalanta

Participações na Champions League: 1
Melhor participação: Quartas de final (2019/20)
Principais jogadores: Papu Gómez, Gosens, Ilicic.
Técnico: Gian Piero Gasperini

A sensação da última temporada da Champions League. Caloura, a Atalanta estava quase eliminada na fase de grupos, depois de perder seus três primeiros jogos. Mas conseguiu a vaga de maneira heróica. Depois, venceu o Valencia nas oitavas e, por muito pouco, não eliminou o PSG nas quartas de final, levando uma virada histórica nos acréscimos.

 
Incrível! PSG vira contra a Atalanta nos acréscimos e grande atuação de Neymar

A equipe de Gian Piero Gasperini encantou por ser um time "pequeno" que joga como grande: ofensivamente, sem se retrancar. O treinador segue no comando da Atalanta e ainda tem a mesma base no elenco. Papu Gómez e Ilicic seguem comandado o ataque, enquanto Rafael Tolói é o principal nome da defesa.

As alas, com Hateboer e Robin Gosens, também seguirão como parte fundamental do esquema de três zagueiros que Gasperini utiliza na equipe do norte italiano. Timothy Castagne, que também era opção, foi vendido. Mas foi a única peça importante do elenco que deixou a cidade de Bérgamo. O meia Aleksey Miranchuk, ex-Lokomotiv, chega como reforço de mais destaque.

 
Confira os melhores momentos da goleada da Atalanta sobre o Valencia!

Midtjylland

Participações na Champions League: 2
Melhor participação: Primeira vez na fase de grupos
Principais jogadores: Evander, Pione Sisto, Anders Dreyer
Técnico: Brian Priske

“Patinho feio" do grupo, o Midtjylland está disputando a fase de grupos da Champions League pela primeira vez em sua história. O clube havia parado nas fases eliminatórias duas vezes anteriormente (temporadas 2015/16 e 2018/19).

O polivalente Pione Sisto, recém-chegado do Celta Vigo, é um dos jogadores de maior renome do elenco. Evander, revelado pelo Vasco, foi o artilheiro da equipe na temporada passada e tem tudo para ser peça-chave do time em 2020/21. Ex-Brighton, o ponta-direita Anders Dreyer já tem quatro gols na temporada e também deve ser importante no ataque do Midtjylland.

 
Confira os melhores momentos de Midtjylland 4x1 Slavia Praga

Grupo E (Sevilla, Chelsea, Krasnodar, Rennes)

Sevilla

Participações na Champions League: 7
Melhor participação: Quartas de final (1957/58 e 2017/18)
Principais jogadores: Diego Carlos, Jesús Navas, Ocampos, Suso.
Técnico: Julen Lopetegui

Hexacampeão da Europa League, o Sevilla nunca conseguiu repetir o sucesso na Champions. Ainda assim, a equipe comandada por Julen Lopetegui chega à competição de clubes mais importante do mundo como a atual campeã da UEL, depois de bater a Internazionale na última decisão.

O elenco contará com um velho conhecido da torcida: Ivan Rakitic, repatriado junto ao Barcelona. O clube também garantiu a contratação em definitivo de Suso, que foi bem na temporada passada, e trouxe o argentino Marcos Acuña para a lateral esquerda. Ele também joga no meio-campo.

Os destaques do clube espanhol são, além dos reforços, o zagueiro brasileiro Diego Carlos, considerado um dos melhores da Espanha, o ponta-direita Lucas Ocampos, principal nome do ataque do Sevilla, e Jesús Navas, que segue jogando em alto nível, pela lateral-direita, aos 34 anos, adicionando muita experiência à equipe.

 
Confira os melhores momentos de Bayern 2x1 Sevilla

Chelsea

Participações na Champions League: 15
Melhor participação: Campeão (2011/12)
Principais jogadores: Thiago Silva, Jorginho, Pulisic, Timo Werner.
Técnico: Frank Lampard

Entre todos os 32 times deste guia, o Chelsea talvez seja o que mais tenha se reforçado no mercado de transferências. O clube inglês comandado pela lenda Frank Lampard gastou muito e trouxe: Thiago Silva, Edouard Mendy, Hakim Ziyech, Ben Chilwell, Kai Havertz e Timo Werner.

Dessa forma, se credencia como uma das principais promessas em termos de elenco para a atual temporada. Resta saber como Lampard administrará as novas contratações. Entre os que já estavam no grupo, se destacam o volante Jorginho, que segue sendo peça fundamental para organizar o meio-campo, e o atacante Christian Pulisic.

 
Jorginho faz de pênalti e empata para o Chelsea

Thiago Silva já foi até capitão do Chelsea em sua estreia. Kai Havertz, uma das principais joias do futebol alemão, já é o artilheiro do time na temporada, com quatro gols. Timo Werner, com três gols, renova o ataque, que também conta com a experiência de Olivier Giroud e o bom Tammy Abraham. Tudo se desenha para apontar o Chelsea como favorito a vencer o Grupo E.

 

Krasnodar

Participações na Champions League: 1
Melhor participação: Esta é sua primeira vez na fase de grupos
Principais jogadores: Rémy Cabella, Marcus Berg.
Técnico: Murad Musaev

Pela primeira vez na fase de grupos da Champions League, o Krasnodar é um dos “caçulas” da competição. O clube tem apenas 12 anos de existência, tendo sido fundado em 2008 e ainda sem nenhum título em sua história. Ainda assim, chega à competição com alguns nomes bastante experientes em seu elenco.

Os principais destaques ficam para Marcus Berg, centroavante sueco com 79 aparições pela seleção, e Rémy Cabella, meia com passagem pelo Olympique de Marseille e pelo Saint-Étienne, que foi contratado em 2019 por 12 milhões de euros (R$ 79 milhões). Hoje, Cabella é o artilheiro do time, com seis gols. Berg vem logo atrás, com cinco. O brasileiro naturalizado russo Ari foi vice-artilheiro do Krasnodar na temporada passada, com oito gols, e segue no elenco.

 
Confira os melhores momentos de PAOK 1x2 Krasnodar

Rennes

Participações na Champions League: 0
Melhor participação: Primeira participação na Champions League
Principais jogadores: Eduardo Camavinga, Steven Nzonzi.
Técnico: Julién Stephan

O Rennes chega à sua primeira participação na Champions League de forma até surpreendente. Terceiro colocado na última Ligue 1, a equipe comandada por Julién Stephan tentará surpreender apostando na mescla entre juventude e experiência.

Apesar de ter perdido Edouard Mendy, goleiro que foi para o Chelsea e era um dos melhores da França, o Rennes se reforçou bem: contratou a promessa belga Jérémy Doku, ex-Anderlecht, para o ataque, e também trouxe, por empréstimo, o zagueiro Daniele Rugani, da Juventus.

Além disso, conta com uma das maiores joias do futebol mundial na atualidade: Eduardo Camavinga é o comandante do meio-campo do Rennes. Desejado por Real Madrid e Juventus, o volante fez seu primeiro gol com a seleção francesa recentemente. Mesmo tendo apenas 19 anos, impressiona pela visão de jogo e qualidade no passe. E é acompanhado, na volância, pelo experiente Steven Nzonzi, campeão do mundo pela França em 2018.

 
Belo gol: Camavinga, em sua estreia como titular, abre o placar para a seleção francesa

Grupo F (Zenit, Borussia Dortmund, Lazio, Club Brugge)

Zenit

Participações na Champions League: 10
Melhor participação: Oitavas de final (2013/14, 2015/16)
Principais jogadores: Douglas Santos, Malcom, Dzyuba e Azmoun
Técnico: Sergey Semak

O Zenit já se tornou uma equipe russa tradicional na Champions League. Nesta temporada, o time segue apostando em um ataque poderoso, que tem Artem Dzyuba e Serdar Azmoun como principais referências (13 gols combinados na temporada 2020/21).

A presença de brasileiros, já muito comum em times russos, também se destaca no Zenit: Malcom é um dos grandes nomes do time e o lateral esquerdo Douglas Santos teve um ótimo começo de temporada, marcando dois gols em 12 partidas.

Na defesa central, destaca-se a chegada de Dejan Lovren, ex-Liverpool, que agora faz dupla com o ucraniano Yaroslav Rakitskiy, canhoto que tem um excelente passe longo e acaba sendo uma boa válvula de escape para a equipe, tendo boa capacidade de iniciar ataques.

 
De cabeça, Artem Dzyuba abre o placar para o Zenit contra o Lyon!

Borussia Dortmund

Participações na Champions League: 18
Melhor participação: Campeão (1996/97)
Principais jogadores: Haaland, Reus, Brandt, Sancho.
Técnico: Lucien Favre

O Borussia Dortmund vive a febre Erling Braut Haaland. Mas nem só do artilheiro prodígio norueguês vive a equipe alemã. Afinal, o time amarelo e preto também tem, do meio para frente, outros excelentes nomes, como Julian Brandt, Jadon Sancho e, claro, Marco Reus, que ainda é um excelente meia-atacante quando consegue ficar livre de lesões.

 
Três vezes Haaland: atacante norueguês fez um hat-trick na goleada da Noruega sobre a Romênia

Reus é um dos vice-artilheiros do time na temporada, com dois gols em seis jogos. Haaland, como era de esperar, lidera o time em termos de gols: já são cinco em 2020/21. O jovem estadunidense Giovanni Reyna, de apenas 17 anos, também merece atenção, ganhando cada vez mais espaço no time e sendo importante para Lucien Favre.

Na defesa, destaque para a experiência do zagueiro Mats Hummels, que segue titular absoluto do Dortmund, e para Thomas Meunier, que chegou do PSG para substituir Achraf Hakimi. No meio-campo, Emre Can parece ter reencontrado sua melhor forma depois de ser deixado de lado na Juventus, e faz boa dupla de volantes com Axel Witsel.

 
Haland marca dois, Neymar desconta para o PSG, mas Borussia vence o jogo de ida

Lazio

Participações na Champions League: 7
Melhor participação: Quartas de final (1999/2000)
Principais jogadores: Strakosha, Milinkovic-Savic, Luis Alberto, Immobile.
Técnico: Simone Inzaghi

A última participação da Lazio na fase de grupos Champions League aconteceu na temporada 2007/08. Depois de uma excelente campanha na Serie A em 2019/20, quando chegou a desafiar a Juventus pelo título, a equipe da capital italiana volta à principal competição de clubes do mundo com um forte elenco, incluindo um dos melhores centroavantes da Europa.

 
Immobile cruza com estilo e Barella abre o placar para a Itália

Ciro Immobile foi o vencedor da Chuteira de Ouro, que premia o principal artilheiro do continente europeu numa temporada. A premiação só leva em consideração os tentos anotados na liga. O centroavante da Lazio marcou 36 na última edição da Serie A e superou Robert Lewandowski (34 na Bundesliga).

Para além de Immobile, a Lazio conta com o forte Sergej Milinkovic-Savic no meio-campo, fazendo de tudo um pouco. Luis Alberto assume o papel de “camisa 10”, sendo o principal armador do time. No gol, o albanês Thomas Strakosha também passa bastante segurança. Lucas Leiva, Luiz Felipe e Andreas Pereira formam um trio brasileiro no elenco.

 
Andreas Pereira explica paixão pelo Santos e diz: 'Vou chorar no dia em que jogar lá'

Club Brugge

Participações na Champions League: 19
Melhor participação: Vice-campeão (1977/78)
Principais jogadores: Mignolet, Vanaken, Krépin Diatta.
Técnico: Philippe Clement

O Brugge é um dos mais tradicionais times belgas. Presença marcada na Champions League há anos, a equipe nunca passou da fase de grupos (desde que ela passou a existir). Na última temporada, em grupo com Real Madrid e PSG, ficou de fora do mata-mata e tentará um desempenho melhor em 2020/21.

A base do elenco não mudou muito. Os principais nomes do Brugge seguem sendo o goleiro Mignolet, bastante experiente e com passagem pelo gigante Liverpool, o bom meia Hans Vanaken, artilheiro da equipe na temporada com cinco gols, e o ponta Krépin Diatta, bastante veloz e que divide a artilharia do time em 2020/21, também com cinco tentos.

Grupo G (Juventus, Barcelona, Dinamo de Kiev, Ferencváros)

Juventus

Participações na Champions League: 33
Melhor participação: Campeã (1984/85 e 1995/96)
Principais jogadores: Cristiano Ronaldo, De Ligt, Dybala, Arthur.
Técnico: Andrea Pirlo

Na última temporada, pode-se dizer que a Juventus decepcionou, sendo eliminada pelo Lyon nas oitavas de final da Champions League. A equipe italiana segue tentando conquistar seu segundo título da competição e Cristiano Ronaldo deixou claro, desde que assinou com a Velha Senhora, que essa era sua missão em Turim.

 
Juventus vence Lyon com dois gols de CR7, mas não consegue classificação

Para 2020/21, o clube mudou de treinador, rescindindo com Maurizio Sarri e fazendo uma grande aposta: Andrea Pirlo, lenda do futebol italiano, assumiu o comando, em seu primeiro trabalho à beira do gramado. Ele terá a missão de comandar uma equipe que teve algumas mudanças da temporada passada para cá: Douglas Costa se foi, assim como Pjanic, Higuaín e Matuidi, mas a Juve se reforçou com Chiesa, Kulusevski, Morata e McKennie.

Vale prestar atenção na dupla Chiesa-Kulusevski, dois jovens de 22 e 20 anos, respectivamente, que têm bastante potencial. Na defesa, De Ligt viverá temporada de afirmação na equipe bianconera, assim como Merih Demiral, que deve ser, ao lado do holandês, sucessor dos experientes Bonucci e Chiellini. No meio-campo, olho em Arthur, que reforça a Juventus após muitos altos e baixos no Barcelona. Por mim, dispensam apresentação Dybala e Cristiano Ronaldo, grandes nomes da equipe.

 
Arthur explica transferência para a Juventus: 'Tem um projeto muito ambicioso'

Barcelona

Participações na Champions League: 28
Melhor participação: Campeão (1991/92, 2005/06, 2008/09, 2010/11, 2014/15)
Principais jogadores: Messi, Ter Stegen, Griezmann, Piqué.
Técnico: Ronald Koeman

A palavra que define o Barcelona nos últimos meses é “crise”. O clube levou 8x2 do Bayern de Munique nas quartas de final da Champions League 2019/20, demitiu Quique Setién, viu boa parte de seu elenco entrar em rota de colisão com a diretoria e Messi, líder, capitão e ídolo, criticar o presidente Josep María Bartomeu e pedir para deixar o clube, que acabou conseguindo lhe manter no Camp Nou.

 
Bayern não toma conhecimento do Barcelona e aplica goleada histórica: 8 a 2

Para a temporada 2020/21, o Barça vendeu jogadores importantes na história recente do clube, como Luisito Suárez, Rakitic e Arturo Vidal, além de despachar Arthur para a Juventus e Nélson Semedo para o Wolves. Reforços? Pjanic, Sergiño Dest, Francisco Trincão e o jovem Pedri, de 17 anos.

Com isso, a responsabilidade de carregar a equipe deve ficar ainda mais nas costas de Lionel Messi, que dividirá o ataque com Antoine Griezmann e talvez o prodígio Ansu Fati, autor de três gols na atual temporada. Philippe Coutinho também deve ser observado, depois de voltar de empréstimo ao Bayern de Munique. Na defesa, o experiente Piqué comanda a zaga e Ter Stegen, um dos melhores goleiros do mundo, será fundamental.

 
Messi, mesmo caindo, consegue bater no cantinho e vence Ospina

Dinamo de Kiev

Participações na Champions League: 37
Melhor participação: Semifinalista (1976/77 e 1986/87)
Principais jogadores: Tsygankov e Mykolenko
Técnico: Mircea Lucescu

Terceiro time que mais vezes participou da Champions League (atrás apenas de Real Madrid e Benfica), o Dinamo de Kiev chega para a edição 2020/21 com um elenco que não tem grandes nomes do futebol mundial. Viktor Tsygankov, jovem atacante de 22 anos, é um nome para se ter atenção, já com três gols e uma assistência na temporada.

 
Tsygankov coloca a Ucrânia na frente contra a Espanha

Além disso, destaca-se o lateral-esquerdo Mykolenko, que tem apenas 21 anos e já tem 11 aparições pela seleção principal ucraniana. Carlos de Pena, meia uruguaio, tem sido o grande nome da equipe na temporada, com quatro gols e duas assistências em oito jogos. Também vale destacar o experientíssimo Mircea Lucescu, treinador do time, multicampeão com o Shakhtar Donetsk.

Ferencváros

Participações na Champions League: 13
Melhor participação: Quartas de final (1965/66)
Principais jogadores: Tokmac Chol Nguen, Isael.
Técnico: Sergiy Rebrov

Apesar de já ter chegado às quartas de final da Champions League na temporada 1965/66, o Ferencváros vai disputar a fase de grupos da competição pela primeira vez em sua história (à época, o sistema de mata-mata acontecia desde a primeira rodada).

Sem grandes nomes em seu elenco, o Ferencváros tem dois brasileiros: os meio-campistas Somália e Isael. O segundo, inclusive, é vice-artilheiro do time na temporada 2020/21, com três gols marcados. A grande referência do time deve ser o centoravante Tokmac Chol Nguen, norueguês que marcou sete vezes na atual temporada.

 
Veja os melhores momentos de Ferencváros 0x0 Molde

Grupo H (PSG, Manchester United, RB Leipzig, Istanbul Basaksehir)

Paris Saint-Germain

Participações na Champions League: 13
Melhor participação: Vice-campeão (2019/20)
Principais jogadores: Neymar, Mbappé, Marquinhos, Keylor Navas.
Técnico: Thomas Tuchel

Vice-campeão da última edição da Champions League, o Paris Saint-Germain segue na busca da “cereja no bolo” de seu projeto milionário: vencer o torneio continental. Neymar segue sendo o grande nome do time, comandando o ataque ao lado de Kylian Mbappé. Soberana na França, o PSG deve mais uma vez colocar todo seu foco na UCL.

 
Veja os melhores momentos da final da Champions: Bayern 1x0 PSG

Além de ter perdido Cavani e Meunier antes mesmo do fim da temporada 2019/20, o PSG também não renovou com o ídolo Thiago Silva. Mas se reforçou bastante, buscando o volante Danilo Pereira como peça para o meio-campo, além de ter contratado Alessando Florenzi para a lateral direita e garantido a contratação em definitivo de Mauro Icardi. Moise Kean, promessa italiana, também reforça o ataque.

Na defesa, o brasileiro Marquinhos deve assumir um papel de liderança com a saída de Thiago Silva. Keylor Navas segue sendo titular absoluto da meta francesa e, do meio para a frente, todo o poderio ofensivo do PSG, com Neymar, Mbappé, Di María e Icardi deve fazer a diferença. Espera-se que os parisienses possam chegar longe novamente.

 
HAT-TRICK DE NEYMAR! Craque faz seu terceiro gol contra o Peru

Manchester United

Participações na Champions League: 27
Melhor participação: Campeão (1967/68, 1998/99, 2007/08)
Principais jogadores: Bruno Fernandes, Marcus Rashford, Anthony Martial, Edinson Cavani.
Técnico: Ole Gunnar Solskjaer

O Manchester United vive, há alguns anos, um processo de reconstrução, tentando voltar a ser o clube dominante que já foi na Inglaterra. E parece estar próximo de conseguir bons resultados novamente. No meio da temporada passada, o português Bruno Fernandes passou a comandar o meio-campo da equipe, que agora também contará com Donny Van De Beek, destaque do Ajax, além, claro, de Paul Pogba.

 
Melhores Momentos - PSG 1x3 Manchester United

O ataque dos Red Devils, que já tinha Marcus Rashford e Anthony Martial como referências, ganhou um reforço de peso: Edinson Cavani, contratado no finzinho da janela de transferências europeia. No lado defensivo, vale destacar a chegada de Alex Telles, lateral brasileiro que deve assumir a titularidade da posição.

Outros dois nomes que têm renome precisarão mostrar seu valor na atual temporada, depois de alternar bons e meus momentos: David De Gea, outrora um dos melhores do mundo, e Harry Maguire, contratado a peso de ouro pelo United.

 

RB Leipzig

Participações na Champions League: 2
Melhor participação: Semifinal (2019/20)
Principais jogadores: Upamecano, Dani Olmo, Sabitzer.
Técnico: Julian Nagelsmann

O projeto ambicioso do RB Leipzig vem dando cada vez mais frutos: na temporada 2019/20, o clube conseguiu chegar à semifinal da Champions League, sendo eliminado pelo PSG. E isso sem Timo Werner, que havia deixado o clube antes dos jogos disputados no Super Agosto. Sem o atacante da seleção alemã, quem assume a responsabilidade são os meio-campistas Dani Olmo e Marcel Sabitzer.

 
Sabitzer domina, bate de voleio e faz UMA PINTURA contra o Zenit

Junto com o sueco Emil Forsberg, os dois devem ser os principais responsáveis por municiar Yussuf Poulsen, Alexander Sorloth e Hwang Hee-Chan, principais opções para o ataque, dependendo de como Nagelsmann armar a equipe.

Na defesa, o Leipzig se apoia na força de nomes como Dayot Upamecano, zagueiro que já está na mira de gigantes europeus, mas preferiu renovar com o time, e Lukas Klostermann, lateral direito que tem atuado como zagueiro central. Nordi Mukiele, pela direita, e Angeliño, pela esquerda, consistem em boas opções para as laterais, e também merecem atenção.

 
Em cobrança de escanteio, Upamecano marca o primeiro gol de sua carreira com a seleção francesa

Istanbul Basaksehir

Participações na Champions League: 2
Melhor participação: Esta é a primeira participação na fase de grupos
Principais jogadores: Edin Visca, Júnior Caiçara, Giuliano.
Técnico: Okan Buruk

Caracterizado principalmente como um clube formador de talentos, o Istanbul Basaksehir chega à sua primeira fase de grupos na Champions League com alguns nomes bastante conhecidos do torcedor brasileiro, como o lateral direito Rafael, ex-Lyon, e Giuliano, ex-Grêmio, que foi contratado recentemente.

Os principais jogadores da equipe comandada por Okan Buruk são o ponta-direita Edin Visca, bósnio que foi artilheiro do time na temporada passada, e o brasileiro Júnior Caiçara, um dos pilares do Basaksehir na defesa, atuando na lateral direita. Enzo Crivelli, francês, e Demba Ba, senegalês ex-Chelsea, dividem as responsabilidades como centroavantes. Em 2019/20, eles marcaram 29 vezes, somados os gols dos dois.

 
EXCLUSIVO: Rafael relembra ajuda de Cristiano Ronaldo em estreia pelo Manchester United
Comentários