Futebol Brasileiro

Após dez anos, Luxemburgo volta ao comando do Palmeiras, mas declara: 'O que ficou, ficou. Nosso objetivo é pra frente'

Volta à antiga casa, modernidade e cobranças: após dez anos, o "pofexô" Vanderlei Luxemburgo retorna ao Palmeiras com novos pensamentos, ideias e objetivos 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Vanderlei Luxemburgo volta ao comando do Palmeiras(Getty Images)

Vanderlei Luxemburgo volta ao comando do Palmeiras | Getty Images

Agora, o "pofexô" está oficialmente de volta. Assumindo o cargo do ex-técnico Mano Menezes, Vanderlei Luxemburgo se apresentou nesta tarde (20), na sala de imprensa da Academia de Futebol: "Vou agarrar essa oportunidade como tudo que já agarrei na minha vida." 

Na apresentação, Luxemburgo demonstrou gratidão por voltar ao Palmeiras e "agarrar" a oferta de voltar ao comando do clube. "Eu vivi etapas diferentes. Gosto de estar dentro da modernidade que terei no Palmeiras. Estou dentro, trabalhando no Palmeiras, com uma das melhores estruturas", declarou.

Embora apresentado somente nesta manhã, o novo técnico do Palmeiras já participava de reuniões para avaliação do elenco e planejamento de 2020, como afirmou Anderson Barros, novo diretor de futebol do clube, em sua entrevista coletiva de apresentação:

O Luxemburgo está participando efetivamente das reuniões de planejamento e avaliação do elenco. Não temos outro jeito. A primeira coisa que disse ao Dracena foi: tem reunião amanhã", disse. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Luxemburgo também deixou claro que a priorização de sua volta é dar visibilidade à base palmeirense - que, neste ano, já promoveu Gabriel Verón ao profissional. Explicou ainda a capacidade do Palmeiras em fazer um time que as pessoas esperam, mais "ofensivo": 

O momento é de expectativa e cobrança. Quando o futebol brasileiro não foi ofensivo? O futebol brasileiro sempre teve um DNA ofensivo. As pessoas estão só se preocupando com que esquema tático vai jogar, se vai ser reativo... tudo isso sabemos como funciona", finalizou.

Para 2020, o Palmeiras poderá contar com oito nomes "crias" do clube. São eles o meia Alan, os volantes Gabriel Menino e Patrick de Paula, o lateral-esquerdo Esteves, o atacante Angulo, o goleiro Vinícius Silvestre, o zagueiro Pedrão e o atacante Artur. 

Em contrapartida, o que não falta para o treinador no Palmeiras é história. Foi sob seu comando que o clube encerrou um jejum de quase 17 anos sem título ao vencer o Campeonato Paulista de 1993.

Conquistou ainda os Brasileiros de 1993 e 1994, os Estaduais de 1994, 1996 e 2008 e o Torneio Rio-São Paulo de 1993 em suas quatro passagens anteriores pelo Verdão, de 1993 a 1994, de 1995 a 1996, em 2002 e entre 2008 e 2009.

Comentários