Futebol Brasileiro

Após mais de dois meses internado com Covid-19, ex-médico do Vasco tem alta ao som de "Casaca'"

Dr Clóvis Munhoz teve alta do hospital na zona sul do Rio nesta terça-feira (26)

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Dr. Munhoz recebeu camisa autografada enquanto estava internado(Foto: Reprodução)

Dr. Munhoz recebeu camisa autografada enquanto estava internado | Foto: Reprodução

Mesmo ainda com a pandemia do novo coronavírus assombrando o mundo, finalmente uma boa notícia nesta terça-feira (26). O Dr. Clóvis Munhoz, ex-médico do Vasco e muito identificado com o clube, que estava internado há dois meses por conta da doença, recebeu alta nesta tarde. 

"Chegou o grande dia! Nosso amigo Dr. Clóvis Munhoz recebeu alta agora no Hospital Copa D'Or depois de ter ficado 62 dias internado por conta do coronavírus. Agradecemos à todos os amigos e torcedores que nos enviaram mensagens positivas nesse tempo em que o Dr. permaneceu internado", anunciou o VascoMed, grupo político do qual Clóvis faz parte. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Ao som do tradicional grito vascaíno de "Casaca", a saída do Dr. Munhoz foi emocionante. Internado no hospital Copa D'or, em Copacabana, o médico deixou o local com muitos aplausos, balões e a presença da sua esposa Monique. Confira o vídeo:

 

Em vídeo postado nas redes sociais no último dia 15, Clóvis já comemorava o fato de ter levantado da cama pela primeira vez após sua internação. 

"Os fisioterapeutas me colocaram de pé com andador sem precisar de aparelho, só com ajuda delas. Conseguiram que eu girasse o corpo com andador. Estou finalmente sentado no sofá. Acho que foi uma vitória muito grande, e acho que elas também pensam assim. Queria dizer para todos amigos a minha felicidade de estar sentado em um sofá, fora da cama, depois de 52 dias. Um beijo no coração de todo mundo". 

Clóvis Munhoz recebeu alta após 62 dias de internação

Torcedor do Vasco desde pequeno e com uma história de grandes serviços prestados ao clube já como médico, Clóvis deu entrada no hospital na Zona Sul do Rio com suspeita de Covid-19 em 25 de março. Mais de dois meses depois, a notícia de sua alta foi comemorada pela família e torcedores cruz-maltinos nas redes sociais. 

Comentários