Futebol Brasileiro

Bandeira de Mello diz que não assumiria cargo no Corinthians por relação com Flamengo

O ex-presidente do Flamengo seria um dos nomes cotados pela torcida do Corinthians para a próxima eleição

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Bandeira de Mello durante gestão no Flamengo(Luciano Belford/AGIF)

Bandeira de Mello durante gestão no Flamengo | Luciano Belford/AGIF

Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo e um dos responsáveis pela reestruturação do clube, revelou, em live com Mário Gobbi, Felipe Ezabella e o jornalista André Ranieri na última segunda-feira (13), que não assumiria um cargo remunerado no Corinthians devido à relação que tem no Flamengo.


Fico muito lisonjeado com essa lembrança. O presidente Mário Gobbi é muito gentil e isso é claro que é um reconhecimento de torcedores e de dirigentes de outro clube, um clube com a dimensão do Corinthians. Isso é reconhecimento daquilo que a gente fez lá no Flamengo. Mas eu acho que os corintianos têm amplas possibilidades de tocar o Corinthians. Eu vou estar sempre à disposição para conversar. Meu nome é muito ligado ao Flamengo. Talvez essa fosse uma solução que não fosse boa para o Corinthians e nem para mim".

Candidato à presidência do Corinthians, Mário Gobbi também contou que, caso seja reeleito, pretende criar uma diretoria com nomes de importância. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!



Para alguns torcedores, Bandeira de Mello seria uma peça fundamental no Timão. Reproduzindo o trabalho que apresentou no Rubro-Negro, o ex-presidente poderia ajudar na crise atual do Alvinegro.

O nome do dirigente é bem cotado na torcida corintiana porque, durante a sua gestão, o clube carioca reduziu dívidas, melhorou a infraestrutura e passou a ter maiores condições para investir em atletas.

 
Felipe, do Botafogo-PB, fala sobre necessidade de ajuda da CBF aos clubes
Comentários