Futebol Brasileiro

Batedor de faltas, Everson sonha com gol e busca entrar para a história do Santos

Goleiro alvinegro marcou um tento em cobrança de falta com a camisa do Ceará, em 2018, contra o Corinthians

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Goleiro costuma treinar cobranças de faltas e foi aprovado pela comissão técnica santista(Fernanda Luz/AGIF)

Goleiro costuma treinar cobranças de faltas e foi aprovado pela comissão técnica santista | Fernanda Luz/AGIF

Titular absoluto do Santos, principalmente após a saída de Vanderlei para o Grêmio, Everson não quer apenas se destacar no seu jogo com as mãos. Agora, o goleiro busca entrar para a história do clube e tornar-se o primeiro da posição a estufar as redes adversárias com a camisa alvinegra.

Em 2018, ele foi às redes na vitória do Ceará sobre o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, com uma cobrança de falta perfeita no ângulo. Já no ano seguinte pelo Santos, sob o comando de Jorge Sampaoli, Everson treinou, mas não teve chances, algo que pode mudar com o novo técnico, Jesualdo Ferreira.

"Ano passado não ficou nenhuma mágoa (com Sampaoli), eu tenho essa característica. Quero realizar um sonho de fazer um gol com a camisa do Santos, nenhum goleiro fez isso ainda aqui, eu entraria na história do clube. Essa semana teve um treino de falta, já cheguei ali no momento propício. O auxiliar viu ali e disse que ganharíamos mais um batedor de falta. Estou há quase um ano no clube, ajudei a conquistar o vice-campeonato e também em ter a melhor campanha no clube dos pontos corridos do Brasileiro", comentou o camisa 22, em entrevista coletiva na última sexta-feira (24), no CT Rei Pelé.

No empate em 0 a 0 com o Red Bull Bragantino, na última quinta (23), na estreia do Campeonato Paulista, Everson acabou como o grande destaque santista, com duas defesas difíceis. Frustrado, o goleiro mostrou, no entanto, otimismo com a sequência do ano do Peixe.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Lógico, não só o torcedor, mas nós saímos frustrados. Enfrentamos o Red Bull, eles foram campeões e agora estão na Série A. Vamos ter mais dois jogos com eles, a gente vai procurar buscar a vitória. Procurar trabalhar e as vitórias voltarão", disse.

O Santos volta a campo na próxima segunda-feira (27), às 20h (de Brasília), quando enfrenta o Guarani, no Estádio Brinco de Ouro, pela segunda rodada do Paulistão. Por determinação da Polícia Militar, a partida será disputada com torcida única em Campinas.

 
Comentários