Futebol Brasileiro

CBF tem que se responsabilizar pela redução salarial dos jogadores, diz dirigente do Santos

Para Pedro Doria, membro do comitê de gestão do clube praiano, jogadores têm de seguir recebendo integralmente seus salários

Avatar del

Por Redação Esporte Interativo

Segundo Pedro Dória, membro do comitê de gestão do Santos, CBF tem que se responsabilizar pelos salários dos jogadores(Getty Images)

Segundo Pedro Dória, membro do comitê de gestão do Santos, CBF tem que se responsabilizar pelos salários dos jogadores | Getty Images

A paralisação dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus bagunçou tanto o calendário brasileiro quanto a situação financeira dos clubes no país. Diversos clubes, por exemplo, aderiram à redução salarial de seus atletas. O Santos é um dos que não concordam com isso.

Membro do comitê de gestão do time praiano, Pedro Doria esbravejou contra o ato e ainda pediu responsabilidade da Confederação Brasileira de Futebol no pagamento daquilo que for descontado dos jogadores.

“Sou contra propor redução salarial para quem gera riqueza ao Santos. Existe diferença, mas minha opinião é essa. Jogador com contrato vigente tem que receber integralmente. Quem parou (CBF) que se responsabilize ou que subsidie ou financie. Santos às duras penas honra com seus compromissos”, disse, em entrevista à 'Rádio Ômega'.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Sem previsão para o reinício das competições no Brasil, os clubes decidiram dar férias antecipadas a todos os jogadores do elenco. Elas começarão a contar a partir do dia 1º de abril até o dia 20.

O último jogo santista foi a derrota para o São Paulo, por 2 a 1, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. A partida foi disputada sem público para evitar aglomerações e a transmissão em massa da doença.

A CBF ainda não anunciou oficialmente sobre possível adiamento do Campeonato Brasileiro, que começa, em princípio, no dia 03 de maio, nem mesmo sobre o cancelamento dos torneios estaduais.

 
Comentários