Futebol Brasileiro

Campello projeta futuro do Vasco nos próximos anos: 'Concorrendo com qualquer time"

Presidente do Cruz-Maltino acredita que modernização de São Januário e investimento na base serão primordiais 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Alexandre Campello quer priorizar investimentos na base em 2020(Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)

Alexandre Campello quer priorizar investimentos na base em 2020 | Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Com as atividades paradas por conta da pandemia do novo coronavírus, o Vasco vê nesta paralisação uma esperança de recuperação dos cofres e de um ambiente mais tranquilo para o restante da temporada. Prova disso é o discurso de otimismo em São Januário desde a efetivação de Ramon como treinador e a chegada de Antônio Lopes para o cargo de coordenador técnico.

Ainda na linha do discurso confiante e uma maior expectativa de futuro, o presidente Alexandre Campello acredita que existe uma projeção de que o Cruz-Maltino esteja entre as principais equipes do futebol brasileiro nos próximos três ou quatro anos. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Acho que em três ou quatro anos podemos estar concorrendo no mercado com qualquer time brasileiro. Temos que ressaltar que precisamos seguir investindo na base. A gente está investindo muito na base, na estrutura... Precisamos fazer isso. Dessa forma, nos próximos anos, vamos produzir jogadores e fazer dinheiro com eles", afirmou o mandatário em entrevista ao site Papo na Colina. 

Um dos principais objetivos do Vasco é a modernização de São Januário. Segundo Alexandre Campello, as melhorias no estádio podem fazer com que o clube colha grandes frutos financeiros no futuro. 

"Modernizar São Januário é fundamental para termos capacidade financeira. Precisamos ampliar e fazer um estádio mais rentável para o clube. Os nossos jogos precisam gerar mais dinheiro para o Vasco, como acontece em outros times", finalizou o presidente. 

 
Jogadores brasileiros se unem em campanha contra projeto de lei
Comentários