Futebol Brasileiro

Citando Jorge Jesus, Parreira diz que não gostaria de técnico estrangeiro na seleção brasileira

Tetracampeão do Mundo com a Seleção em 94, Parreira defende permanência de Tite 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Jorge Jesus tem mexido com o futebol brasileiro(Allan Carvalho/AGIF)

Jorge Jesus tem mexido com o futebol brasileiro | Allan Carvalho/AGIF

Uma das situações que mais mexem com a cabeça do torcedor brasileiro é se um dia um técnico estrangeiro vai treinar a Seleção. Pep Guardiola já foi procurado e deixou em aberto um possível trabalho com a CBF, mas o grande nome da vez para isso é o de Jorge Jesus. O treinador do Flamengo chegou no cenário nacional e mudou muito do jeito de trabalhar dos outros treinadores.

No entanto, o técnico Carlos Alberto Parreira, campeão do Mundo em 94 com o Brasil, não gostaria de ver um estrangeiro comandando a Canarinho num futuro próximo. Em entrevista ao 'Lance!' ele deu a opinião dele.

Eu acho que não falta qualidade, só que a gente não precisa que ele treine a Seleção Brasileira. Qualidade é sempre bem-vinda, ele fez um trabalho maravilhoso no Flamengo. Acho que a seleção está muito bem com o Tite. Isso nunca passou pela minha cabeça, ter um técnico estrangeiro dirigindo a Seleção Brasileira. Um dia, talvez, ocorra, mas não acho que agora é o momento."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Se eu fosse o presidente da CBF, eu manteria o Tite. Eu nunca vi um treinador chegar tão prestigiado na Seleção Brasileira como o Tite chegou. Era unanimidade. Não ter vencido a Copa da Rússia, foi eliminado pela Bélgica... No segundo tempo, o Brasil fez um gol, tivemos chances de mudar o resultado do jogo, mas fica o resultado. Fomos eliminados nas quartas mais uma vez, e você sabe que o resultado, aqui no Brasil, fala muito alto. (...) Eu acho que ag ente tem que acreditar ainda no trabalho dele. Eu daria um crédito, não pensaria em muda", complementou Parreira.

 
Comentários