Futebol Brasileiro

Com senso de pertencimento e grupo unido, Igor Gomes quer ajudar São Paulo voltar a ser campeão

Cria de Cotia, jogador quer "esquecer" sondagens e corrigir erros para conquistar título pelo grupo. Leia entrevista exclusiva!

Avatar del

Por Priscila Senhorães

Com senso de pertencimento e grupo unido, Igor Gomes quer ajudar São Paulo voltar a ser campeão(Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Com senso de pertencimento e grupo unido, Igor Gomes quer ajudar São Paulo voltar a ser campeão | Rubens Chiri/saopaulofc.net

Igor Gomes é coração dentro e fora de campo. São-paulino desde a infância e cria da base do clube, o jogador subiu ao elenco profissional em meio à crise do Tricolor e de cara precisou aprender a lidar com o dia a dia instável do clube.

Em sua primeira edição de Copa Libertadores pelo time querido, Igor Gomes viu a equipe ser eliminada ainda na fase de grupos, jogando uma última partida apenas para cumprir tabela e garantir vaga na Sul-Americana, em um Morumbi vazio e gelado.

"Fiquei muito chateado, foi bem na minha vez que não teve torcida, aquele gás a mais, aquele negócio diferente que o São Paulo tem com a torcida na Libertadores. Infelizmente a gente não conseguiu exercer nosso melhor futebol. Pecamos em pequenos detalhes que sabemos que é crucial pra classificar. Meu sentimento é esse, de frustração, de 'não acredito que já acabou'. Mas agora a gente continua focado do mesmo jeito, temos outros campeonatos que queremos conquistar e vamos em busca", contou Igor Gomes sobre a partida contra o Binacional, na última terça-feira (20).

O camisa 26 tricolor disse não poder afirmar sobre o que aconteceu com a equipe após a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus. No entanto, para o próprio atleta, as arquibancadas do Morumbi pulsando em dias de jogos é o que move sua profissão e vem fazendo falta.

"Eu sempre deixei muito claro, jogar futebol é uma coisa maravilhosa e o que tem de diferencial pra mim é toda essa energia, sinergia entre torcida, jogo e equipe. Esse caso da torcida estar fora, não estar lá apoiando a gente, você não sentir o calor, a vontade de ganhar da torcida, que quer ver o time jogando bem. Eu sou muito disso, de sentir esse tipo de coisa. E quando voltei da Seleção eu senti isso, que a torcida estava confiante com a gente porque tava feliz com o desempenho que a gente tava tendo e de repente não tinha mais ninguém ali. De repente o mando de campo não tem peso, porque são só campos. E é isso. Não posso falar do grupo porque não sei o que cada um sentiu, posso falar o que eu senti. E foi essa motivação que a torcida traz. Eu gosto de jogar com torcida. Senti falta desse gás que eles dão pra gente que faz a gente se sentir vivo dentro de campo", desabafou o jogador.

Igor Gomes lamenta arquibancadas vazias devido à pandemia do novo coronavírus (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Com boas partidas desde que subiu ao profissional do São Paulo, o meio-campista passou a receber diversas sondagens da Europa para uma possível transferência, o que levou parte da torcida a se questionar se a visibilidade do atleta acabou o prejudicando na temporada. 

"Eu estou muito feliz no São Paulo, eu gosto do ambiente, já falei que quero ficar enquanto não ganhar um título. Eu sou uma pessoa de palavra. Eu quero isso pra minha vida. Se eu ver que não tenho chance e é uma oportunidade muito diferente eu vou analisar da melhor maneira e procurar a melhor resposta. Mas já falei, quero deixar meu nome marcado no São Paulo, quero ganhar um título pelo São Paulo e eu quero ganhar, principalmente, pelo grupo que temos. Nosso grupo é muito dedicado, muito unido. Nesse período de transição para o profissional eu peguei alguns grupos e acho que nunca peguei um grupo assim desse jeito. Eu quero vencer com esses caras, quero estar com eles para comemorar com eles, não só viver dessas frustrações, que muitas vezes é normal... Não que seja normal no São Paulo, mas é normal de um trabalho, não dá pra sempre ganhar tudo", contou o atleta, que vê todo o futebol brasileiro prejudicado pela pandemia:

"A pandemia veio de uma forma que afetou não só a mim, não só ao São Paulo, acredito que todos os times do Brasil... Me aponta um time hoje do Brasil que está jogando um futebol muito diferente e brilhando? A gente vive um momento muito atípico, que muita gente sentiu, eu principalmente. É momento de aprendizado, crescimento e evolução. Procuro tirar o lado bom das coisas. Nesse momento eu estou vendo o outro lado da coisa, eu via só as glórias, hoje eu estou vendo um pouco mais de como é o meio (do futebol). Vivendo e aprendendo. Vou seguir sempre sorrindo e buscando meu melhor", finalizou.

Igor Gomes exalta união do grupo do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Igor Gomes ainda voltou a destacar o elenco são-paulino atual. O Tricolor não vem fazendo muitas mudanças na equipe há mais de um ano, mantendo assim uma base para que Fernando Diniz realize seu trabalho.

"O que me deixa feliz lá é que lá não tem sacanagem, não tem gente de mentira. Lá todo mundo está trabalhando de verdade, lá todo mundo quer o bem do próximo, trabalha para ver o outro feliz. Me dói muito quando vejo pessoas falando que nosso time não tem vontade, não trabalha... Nosso time é um dos elencos, tenho certeza, que mais trabalha, se não o que mais trabalha. Não quer saber se a vida extra campo está boa ou ruim, chega lá e dá o seu melhor sempre. É um grupo muito dedicado. E além de dedicado, é um grupo muito amigo, não tem sacanagem lá dentro. As vezes uma pessoa chega lá num dia mal e fica de bom humor porque está com pessoas que gosta. Tenho certeza que naquele grupo tenho muita gente que vou levar amizade pro resto da minha vida. Esse tipo de coisa me motiva muito", contou.

Confira a entrevista na íntegra com o meia Igor Gomes no vídeo abaixo.

 
EXCLUSIVO - Igor Gomes atende o Esporte Interativo.mp4
Comentários