Futebol Brasileiro

Confusão e polêmica: diretoria do São Paulo cobra justiça sobre arbitragem do Majestoso

Marcado por vários questionamentos sobre a arbitragem, o jogo entre São Paulo e Corinthians terminou com muitas indagações da diretoria e jogadores sobre a atuação dos árbitros

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Confusão e polêmica marcam o Majestoso deste sábado(Daniel Vorley/AGIF)

Confusão e polêmica marcam o Majestoso deste sábado | Daniel Vorley/AGIF

Embora empatados em 0 a 0, o clima foi quente entre São Paulo e Corinthians por um único motivo: a arbitragem do clássico. Após um pedido de pênalti em Igor Gomes (além de outros lances que causaram extrema insatisfação), o diretor de futebol do Tricolor paulista, Raí, demonstrou sua indignação: "Estamos sendo roubados dentro de casa, seja em clássico ou com time pequeno. É uma coisa inaceitável."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O próprio camisa 26 do São Paulo também declarou acreditar na falta de marcação da penalidade: "Não tem um critério. Infelizmente, ele não deu um lance que poderia mudar completamente o placar." O que também foi confirmado por Raí: 

"Comparando a falta de critérios, a falta marcada para o Pedrinho e não no Igor Gomes, fica ainda mais inaceitável", completou. 

Lugano, que também faz parte da diretoria são-paulina, foi ainda mais afundo e comparou a "injustiça" que não só ocorre em clássicos contra o Corinthians, mas sim, em jogos com o Flamengo. O ex-camisa 5 chegou até a mencionar a Europa em sua declaração: 

É muita coincidência e incompetência. Cada clássico com o Corinthians tem um pênalti que não dão, uma expulsão injusta. Flamengo, no Brasil, também tem inflûencia sobre a arbitragem. Na Itália, com a Juventus e Inter de Milão; na Espanha, com o Real Madrid e Barcelona. Mas isso é uma sequência de erros decisivos contra o São Paulo. A gente fica preocupado", disse.

Recentemente, também pelo Campeonato Paulista, a diretoria do São Paulo já havia se envolvido em um caso polêmico com o trio de arbitragem que atuou na partida entre Novorizontino e São Paulo, há duas semanas.

A Ferderação Paulista de Futebol chegou a afastar o árbitro Flávio Roberto Mineiro Ribeiro e os auxiliares Vitor Carmona Metestaine e Enderson Emanoel Turbiani da Silva, que passarão por reciclagem com apoio psicológico, técnico e físico.

Agora, o próximo duelo do São Paulo é no sábado (22), contra o Oeste, às 16h30 (de Brasília). 

 
  • são paulo
Comentários