Futebol Brasileiro

Corinthians profissionaliza elenco de futebol feminino

Com a profissionalização, investimento do Corinthians no futebol feminino aumenta 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Corinthians já é considerado o time que mais investe no futebol feminino(Cristina Vega Rhor/Getty Images)

Corinthians já é considerado o time que mais investe no futebol feminino | Cristina Vega Rhor/Getty Images

O Corinthians divulgou, na tarde desta quinta-feira (16), uma nota onde afirma que irá profissionalizar integralmente o elenco de futebol feminino do clube. Confira a nota oficial:

"Em um dos mais fundamentais passos na consolidação do futebol feminino no clube, o Corinthians profissionalizou todo seu elenco para a temporada de 2020. A partir de agora, todas as atletas da equipe adulta terão registro em carteira.

Idealizada desde a retomada do projeto, em 2016, a profissionalização do futebol feminino corinthiano foi realizada em 2020, quando as jogadoras passarão a receber parte de seus vencimentos na carteira de trabalho, o que lhes reserva diversas garantias e benefícios assegurados ao trabalhador contratado no regime CLT. Todas as atletas foram incluídas no processo.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez enfatizou o investimento destinado pelo clube ao futebol feminino e destacou o grande retorno obtido pela modalidade dentro e fora de campo. Para Andrés, a profissionalização do elenco reflete a evolução e o alto nível do esporte dentro do clube.

“O Corinthians sempre esteve na vanguarda no futebol feminino e este é um passo importante na conquista dos direitos trabalhistas, mostrando que respeita as minas por aqui é prática e não conversa fiada”, definiu o presidente.

Diretora da modalidade, Cristiane Gambaré exaltou o movimento do Corinthians de seguir avançando para o desenvolvimento do futebol feminino. Para a gestora do projeto alvinegro, a profissionalização é uma iniciativa fundamental para a manutenção do alto nível dentro do esporte.

“O futebol feminino é realidade. Não temos mais como recuar. Nesse sentido, a profissionalização de nosso elenco é de suma importância e um avanço de peso dentro do Corinthians e da modalidade”, destacou Cristiane Gambaré.

A expectativa do Departamento Jurídico do clube, segundo o Dr. Fábio Trubilhano, Diretor da pasta no Corinthians, é garantir o devido reconhecimento das atletas por meio da equiparação de abordagens com o futebol masculino.

“Buscamos a padronização e equidade no tratamento jurídico e contratual do futebol profissional feminino e masculino, sempre visando à valorização dos nossos atletas e do Clube”, salientou o Diretor Jurídico do Corinthians.

Profundo conhecedor do futebol feminino, o treinador Arthur Elias também celebrou este passo dado pelo clube, exaltando a participação de todo o clube na execução da iniciativa.

“A profissionalização é um novo passo muito importante dentro do desenvolvimento do futebol feminino. É mais uma importante medida do Corinthians, dentro de um projeto consolidado, que dará mais reconhecimento e oportunidades para nossas atletas”, resumiu Arthur Elias.

Multicampeão, o futebol feminino corinthiano busca melhorar sua estrutura para as atletas ano após ano. Atualmente, as jogadoras contam com academia de alto nível, realizam seus treinamentos no Centro de Treinamento das Categorias de Base do clube, além do auxílio de um departamento médico, fisioterapêutico, nutricional e psicológico próprio. Além disso, utilizam as instalações do CT Joaquim Grava na recuperação de lesões de maior gravidade.

Em sua categoria sub-17, as atletas terão contratos de formação de atletas, nos moldes do que é utilizado na base masculina. Desde sua criação, todas as jogadoras recebem também uma ajuda de custo e auxílio em sua parte educacional e psicológico."

Resumidamente, com a mudança optada pelo Corinthians, o investimento no elenco de futebol feminino terá um grande aumento e os contratos com as jogadoras serão no mesmo esquema do masculino, com direitos de imagem, multas rescisórias, entre outros.

 
  • CORINTHIANS
Comentários