Futebol Brasileiro

Cruzeiro ainda não pagou multa rescisória de R$500 mil de Adilson

Dívida com ex-treinador é mais uma pendência financeira que o clube mineiro tem que resolver

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Adílson Batista foi demitido do Cruzeiro ainda antes da paralisação no futebol(Thiago Ribeiro / AGIF)

Adílson Batista foi demitido do Cruzeiro ainda antes da paralisação no futebol | Thiago Ribeiro / AGIF

O Cruzeiro continua tentando ajustar as finanças do clube, mas segue afundado em dívidas. Uma das pendências que a diretoria celeste tem que resolver em um curto espaço de tempo é o débito com Adilson Batista. O profissional ainda não recebeu a quantia da sua multa rescisória no valor de R$ 500 mil. 

A informação divulgada pelo 'Globo Esporte' foi confimada pelo Esporte Interativo. O treinador foi demitido do Cruzeiro no dia 15 de março. No contrato entre as partes, ainda havia uma cláusula de R$ 150 mil caso a instituição conseguisse o retorno à Série A nesta temporada. Rogério Ceni e Abel Braga, que dirigiram a equipe no ano passado, antes de Adilson assumir, também possuem valores a receber do time mineiro.

Nesta última passagem pelo Cruzeiro, Adilson Batista esteve à beira do campo em 15 oportunidades, não conseguiu salvar o clube do primeiro rebaixamento da sua história e começou muito mal o Campeonato Mineiro e a Copa do Brasil deste ano. Foram apenas quatro vitórias entre o final de 2019 e o começo de 2020.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

 
EXCLUSIVO! Rodriguinho revela que gostaria de ter voltado ao Corinthians
Comentários