Futebol Brasileiro

Cuca explica por qual motivo não iniciou o clássico com Marinho: ‘Eu nem queria usá-lo, mas o jogo pediu’

Jogador sentiu desconforto no músculo adutor da coxa e por isso foi poupado de boa parte do jogo,
 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Marinho entrou e empatou o clássico para o Santos(Divulgação Santos FC)

Marinho entrou e empatou o clássico para o Santos | Divulgação Santos FC

O torcedor do Santos se assustou quando a escalação do Santos para o clássico contra o São Paulo foi divulgada. O principal jogador da equipe figurava no banco de reservas: Marinho não estava entre os titulares. O técnico Cuca explicou o motivo da mudança na entrevista coletiva após o empate por 2 a 2 com Tricolor.

“Hoje era importante, mas terça-feira (dia da partida contra o Olimpia, do Paraguai, pela Copa Libertadores da América) também é importante. Você luta um campeonato inteiro pra ir disputar a Libertadores. O Marinho teve um desconforto no adutor e eu nem queria usá-lo, mas o jogo pediu e eu o coloquei”, explicou o treinador santista.

A entrada do Marinho culminou no gol de empate do Santos, já que ele balançou as redes em cobrança de falta na qual o goleiro Volpi tirou a barreira da frente da bola e não conseguiu segurar mais um “mini-míssil aleatório”, como Marinho gosta de se referir aos seus chutes.  Foi o sétimo gol de Marinho no Campeonato Brasileiro.

“Um atleta profissional de ponta como ele é, quando ele se intitula ponta direita, tem um preço. Mas sendo também um falso nove, um ponta direita e um ponta esquerda, tem outro valor. Quarta-feira ele fez gol de centroavante, hoje de meia. Ele tem trabalhado outras formas, tem melhorado o nível de entendimento do jogo. Isso é muito bom pra nós e pra ele”, falou Cuca para explicar o momento vivido pelo jogador.

O Santos acumula quatro vitórias, três empates e três derrotas no Brasileirão. Com o empate diante do São Paulo, a equipe treinada por Cuca já defende uma invencibilidade de quatro partidas na temporada.

Comentários