Futebol Brasileiro

Cuca relembra conquista do Brasileirão 2016 pelo Palmeiras, com ameaças e brigas no caminho

O técnico Cuca contou que torcedores o ameaçavam por carta após promessa de título no final do ano de 2016

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Cuca durante treino com o Palmeiras em 2017(Ale Cabral/AGIF)

Cuca durante treino com o Palmeiras em 2017 | Ale Cabral/AGIF

Logo após a eliminação do Palmeiras para o Santos no Campeonato Paulista de 2016, ainda na Vila Belmiro, o então técnico Cuca afirmou à imprensa que o Alviverde seria o campeão brasileiro daquele ano.

A autoconfiança incomodou a torcida do Verdão, já que o time tinha acabado de ser eliminado de uma semifinal, mas o treinador não desistiu e conquistou o título nacional.

Contudo, não foi fácil de passar pelas críticas no caminho até a taça, já que o torcedor demorou para ter confiança no técnico e na equipe. E, em entrevista ao 'GloboEsporte.com', Cuca revelou a trajetória, com ameaças e brigas.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

No começo, eu recebi uma carta de um torcedor. O cara queria me matar. Perguntando quem eu era para fazer aquilo, dizer que eu ia ser campeão, estando com o time assim. 'Um treinador como você, quem você pensa que é para mexer com o Palmeiras?'. Foi muito difícil, essas coisas pesaram muito para mim, sabe? Eu devia ter guardado aquela carta".

Porém, hoje, o comandante entende que se precipitou, pois podia não conseguir ser campeão do Brasileirão. "Eu entendo hoje o que ele queria dizer, que eu não deveria ter feito aquilo, porque não ia poder cumprir. Mas nós cumprimos".

Além disso, Cuca relatou que rolaram algumas poucas brigas no vestiário alviverde também, e relembrou um embate com o atacante Rafael Marques.

Eu queria que ele prendesse uma bola, ele não prendeu. Eu estava muito exaltado, dei uma apelada com ele. Depois, ele deu uma apelada comigo. Mas fica tudo bem. É um cara maravilhoso, um dos líderes que a gente tinha, um dos capitães que a gente tinha, mesmo não jogando sempre. Um cara nota mil.

 
EXCLUSIVO! Miranda diz que recebeu propostas de Flamengo e Palmeiras quando estava na Inter de Milão
Comentários