Futebol Brasileiro

Diego Costa esclarece decisão de atuar pela Espanha e critica Felipão

O atacante Diego Costa não gostou na postura de Felipão com ele e justificou ida à seleção espanhola

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Diego Costa chegou a atuar pela seleção brasileira em amistoso contra a Itália(Getty Images)

Diego Costa chegou a atuar pela seleção brasileira em amistoso contra a Itália | Getty Images

Diego Costa, atacante brasileiro naturalizado espanhol, é sempre questionado sobre o motivo de ter escolhido atuar pela Seleção da Espanha ao invés da Canarinho. E neste sábado (25), em entrevista à 'ESPN', o assunto voltou à tona.

O jogador diz que conquistou um grande objetivo quando vestiu a camisa de seleção brasileira em um amistoso, em 2013. Porém, se incomodou com a imprensa e com seu então empresário Jorge Mendes.

Eu sou privilegiado, porque realizei meu sonho de criança ao jogar pela seleção brasileira. A primeira a criticar lá atrás foi a própria imprensa brasileira, com umas coisas de: 'Quem é Diego Costa?'. Tanto que chegou na Seleção e tinha um negócio de empresário. Me perguntaram: "Só você que é do Jorge Mendes?". Naquele momento eu falei: 'Que p***a é essa?'. Eu quero estar aqui por mérito meu, meu empresário não precisa me colocar aqui".

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O atacante ainda disse que Felipão, técnico da Seleção na época, disse que o convocaria para mais um amistoso para que ele tivesse mais minutos. "Não sei se aquilo foi para passar a mão na minha cabeça, mas falei que não ia, porque naquele momento senti uma coisa estranha".

Se eu soubesse que meu empresário estava arrumando algo, não trabalharia mais com ele, não tem nem mais por que. Não tinha mais dez atacantes 'top' no Brasil, já não tinha mais Luis Fabiano, Ricardo Oliveira. Não era um momento bom dos atacantes brasileiros", declarou.

Diego Costa disse também que, ao receber o convite para atuar pela Espanha, teve receio de como seria a recepção, já que tem algumas intrigas, mas aceitou por ser um nível superior de futebol.

Olha os jogadores que tem lá, como vou dizer não? Os caras fazem gol debaixo da trave, eu só vou empurrar para o gol. Você sabe que eu tenho rivalidade e tretas com muitos dos jogadores de lá. Falei que, se eles aceitarem, beleza. Uma coisa é o desejo da comissão, outra são os jogadores. Não quero me sentir mal em um lugar. Agradeci, até porque queria retribuir tudo o que conquistei aqui. O (Sérgio) Ramos até veio falar comigo em um jogo, ele manda lá. Tenho muito a agradecer ao Xavi também".

Além disso, o atacante falou de um possível interesse de Felipão o convocar para jogos oficiais depois de ter aceitado o convite para atuar na Espanha. "Disseram que o Felipão me queria, mas não me ligou nenhuma vez. Aí depois que eu aceitei a seleção espanhola ele quer me convocar?", finalizou.

 
Time dos sonhos de Leandro Castan tem ataque formado por Totti, Salah e Ronaldo
Comentários