Futebol Brasileiro

Dirigente do Santos espera acerto de dívida para fazer proposta a Robinho

"Rei das Pedaladas" ainda necessita receber valor alto herdado de gestões passadas do clube

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Robinho pode chegar ao Santos no meio deste ano(Getty Images)

Robinho pode chegar ao Santos no meio deste ano | Getty Images

Como de costume, o assunto Robinho voltou a ser pauta entre a diretoria do Santos nesta paralisação dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus.

Membro do comitê de gestão do clube, Matheus Rodrigues afirmou esperar apenas o acerto de uma dívida com o "Rei das Pedaladas" para fazer uma proposta e tratar do retorno do jogador à Vila Belmiro.

“Marisa (Alija, advogada e representante) vem conversando com a gente sobre dívidas de outras gestões, estamos tentando negociar essa dívida por acordo. Interesse há (no retorno), mas vamos tratar depois de sanar a dívida”, disse Rodrigues, em entrevista à 'Rádio Ômega'.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Hoje atuando no Basaksehir, da Turquia, Robinho possui um alto valor a receber referente a salários e premiações de passagens anteriores - a última foi em 2015, por empréstimo, quando estava no Milan, da Itália. Seu contrato com a equipe turca vai até o meio deste ano e, a partir de então, ele poderá assinar de graça com qualquer clube.

Recentemente, em entrevista ao comentarista do Esporte Interativo Ricardo Martins, o atacante demonstrou vontade de retornar ao Brasil e encerrar a carreira no Peixe.

“Eles têm interesse. Entraram em contato com a minha advogada. Mas além do interesse não tem mais nada. Meu contrato termina em maio, inclusive a opção de renovação é deles. Não tem nada certo. Única coisa que tem é isso, presidente mostrou interesse em me repatriar. Presidente ainda não me pagou. Pode me pagar em 10, 20, 30 ou 50 vezes. Abaixo até o salário. Mas vamos conversar como tem que fazer”, disse, no dia 27 de fevereiro.


>
 
Comentários