Futebol Brasileiro

Dirigente do São Paulo detona Marquinhos Calazans

Atacante está no Tricolor desde o ano passado, mas agora treina separado do elenco; Alexandre Pássaro falou também da negociação com Raniel

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

1/2
Calazans fez só 4 jogos pelo São Paulo(Marcello Zambrana/AGIF)

Calazans fez só 4 jogos pelo São Paulo | Marcello Zambrana/AGIF

Dirigente do São Paulo detona Marquinhos Calazans

Dirigente do São Paulo detona Marquinhos Calazans

A passagem de Marquinhos Calazans no São Paulo não será daquelas lembradas daqui a décadas. No clube desde o ano passado, o atacante de 23 anos não treina mais com o elenco principal e espera uma oportunidade para ser negociado. O gerente de futebol do São Paulo, Alexandre Pássaro, se diz decepcionado com o jogador tanto dentro quanto fora de campo.

Foi um jogador pedido pelo Cuca, mas também aprovado por nós. A gente se decepcionou muito com a postura tanto dentro quanto fora de campo. Isso foi comunicado para ele, por isso não tenho problema nenhum de falar aqui. Nós falamos com várias referências, com treinadores, com o próprio Fernando Diniz, que estava no Fluminense na época. Não sei se houve uma mudança de comportamento, alguma coisa assim."

"A gente não estava satisfeito, inclusive algumas posturas com torcedor, uma questão de falta de respeito que a gente não tolera. Torcedor é nosso maior bem. O Calazans não está no grupo, mas faz parte dos ativos do São Paulo. Ele tem treinado, em algum momento não sei se vamos criar um sub-23, vamos encontrar um melhor caminho para ele", complementou Alexandre Pássaro.

Outra negociação bastante criticada pela torcida do São Paulo é a do atacante Raniel. Alexandre Pássaro explica a diferença nas situações, lembrando inclusive que Raniel serviu como moeda de troca:

"O Raniel não foi uma questão extracampo. Era um 9 que o Cuca queria naquele momento, que a gente entendeu que seria um ativo interessante para o clube, por característica, por idade. Acabou jogando pouco, mas nos deu a possibilidade de contratar o Vitor Bueno, que por contrato valia 12 milhões de euros."

 
Comentários