Futebol Brasileiro

Dirigente revela que ex-atacante Palermo quase foi parar no Cruzeiro nos anos 90

Argentino foi bicampeão da Libertadores e é, até hoje, o maior artilheiro da história do Boca Juniors

Avatar del

Por Redação do Espore Interativo

Martín Palermo é o maior artilheiro da história do Boca Juniors I Foto: GettyImages

Martín Palermo é o maior artilheiro da história do Boca Juniors I Foto: GettyImages

O atacante Palermo é o maior artilheiro da história do Boca Juniors, da Argentina, com 235 gols em 300 jogos, e um dos grandes personagens da história do futebol sul-americano. Mas o que poucas pessoas sabem é que o jogador já quase vestiu a camisa do Cruzeiro.

O empresário Carlito Arini, atual diretor de futebol do Taubaté, revelou em entrevista à "ESPN" que, na metade de 1996, quando o atleta tinha 22 anos e atuava pelo Estudiantes-ARG, dirigentes da Raposa entraram em contato com ele para fazer uma consulta ao artilheiro. Na época, o Cruzeiro havia vendido Marcelo Ramos para o PSV Eidhoven, da Holanda, e procurava um centroavante.

“Eu já conhecia o Palermo porque eu trabalhei nos anos 90 em um projeto de marketing e ele era casado com uma brasileira. Eu liguei para ele falando que tinha uma situação de um clube brasileiro (Cruzeiro). Ele tinha um empresário e super se interessou. Era um cara muito bacana”.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Segundo Arini, o negócio tinha um valor "relativamente tranquilo", mas não se concretizou pela dificuldade que os dirigentes do Cruzeiro tiveram de obter informações na época.

“O valor era relativamente tranquilo, mas não o trouxeram. O problema é que na época não tinha tanta tradição de contratar jogadores argentinos, ainda mais do Estudiantes (...) Hoje existe o departamento de análise de desempenho no clube. Você leva o nome de um jogador de manhã e no fim da tarde eles te trazem até quem é o avô do cara (risos)".

Martín Palermo iniciou sua carreira no Estudiantes de La Plata e se transferiu para o Boca Juniors em 1997. Com a camisa xeneize, foi bicampeão da Libertadores (2000 e 2007), bicampeão da Sul-Americana (2004 e 2005) e seis vezes campeão argentino. O ex-atacante se aposentou em 2010.

 
Neymar parabeniza o Santos por aniversário de 108 anos
Comentários