Futebol Brasileiro

Duílio diz que Jô sempre terá portas abertas no Corinthians

O diretor de futebol, Duílio Monteiro, declarou que a volta de Jô ao Corinthians pode acontecer caso o atacante fique disponível no mercado

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Jô é uma das revelações do Corinthians e ídolo do clube(Alexandre Schneider/Getty Images)

Jô é uma das revelações do Corinthians e ídolo do clube | Alexandre Schneider/Getty Images

Se tratando de mercado da bola e Corinthians em meio à pandemia do novo coronavírus, o grande nome do momento é o do atacante Jô, que vive o seu último ano de contrato no Nagoya Grampus, do Japão.

O retorno do jogador de 33 anos ao Timão parece estar cada dia mais próximo de acontecer. Em entrevista ao 'Fox Sports Rádio', o diretor de futebol do Alvinegro, Duílio Monteiro Alves, deixou claro que Jô sempre terá "portas abertas" no Corinthians, principalmente por sua história e idolatria no clube.

"O Jô é um grande ídolo da torcida do Corinthians, foi criado dentro do Parque São Jorge, nasceu na base do Corinthians, construiu uma história muito grande, conquistou diversos títulos. Então, as portas para ele estão sempre abertas. O que a gente tem claro, primeiro, é que existe um contrato dele até o fim do ano, com o clube do Japão, e o momento não é propício para que a gente entre numa negociação de contratação, trazer novos jogadores, sem saber o que vai acontecer num futuro próximo. Não temos muita informação de quando o futebol voltará", disse.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O dirigente ainda afirmou com clareza que, se Jô estiver livre no mercado após o vencimento do contrato com o Nagoya Grampus, o Timão se mobilizará para conseguir o seu retorno. 

É um jogador que, lógico, estando livre, e se existir essa possibilidade, o Corinthians vai estar sempre de portas abertas para recebê-lo novamente", destacou. 

 
Felipe, do Botafogo-PB, fala sobre necessidade de ajuda da CBF aos clubes
Comentários