Futebol Brasileiro

'É importante que o Atlético-MG recupere o desejo de triunfo', afirma Dudamel

Novo técnico do clube mineiro foi apresentado, nesta quarta-feira (8), na Cidade do Galo

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Rafael Dudamel foi apresentado como o novo técnico do Atlético-MG I Foto: Pedro Vilela/GettyImages

Rafael Dudamel foi apresentado como o novo técnico do Atlético-MG I Foto: Pedro Vilela/GettyImages

O venezuelano Rafael Dudamel foi apresentado, nesta quarta-feira (8), como o novo técnico do Atlético-MG. Em entrevista coletiva concedida na Cidade do Galo, o novo comandante começou destacando a necessidade de trabalhar de maneira intensa ao longo da temporada.

"Não conheço outro caminho para o sucesso senão o de muito trabalho. Estou ansioso para começar o trabalho com os jogadores. Vamos começar um ano com muitos jogos. Temos metas muito bem definidas. Vamos trabalhar com muita intensidade".

Dudamel comentou que os jogadores do clube mineiro precisam estar focados em vencer e destacou a grandeza do Galo.

"O mais importante de tudo é que o clube recupere o desejo de triunfo. Que os jogadores que cheguem ao Atlético correspondam com a grandeza de defender o Atlético. Se não tivermos fome de vitória, nenhum treinador vai estar bem no Atlético"

Sobre a "invasão" de técnicos estrangeiros no futebol no Brasil, Dudamel destacou a necessidade de os profissionais estarem sempre se atualizando, evoluindo e crescendo, e negou que os brasileiros estejam "atrasados".

"O Brasil tem o melhor futebol do mundo. Estou seguro que todo o tempo precisamos atualizar, evoluir, crescer. A chegada de treinadores estrangeiros não significa que os técnicos brasileiros estejam atrasados".

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Rafael Dudamel, de 46 anos, tem passagens pelo Deportivo Lara e Estudiantes de Mérida. Além disso, treinava a seleção venezuelana sub-17 e profissional. Ele chega ao Atlético-MG para assumir o cargo por, pelo menos, duas temporadas.

 
Comentários